quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Memórias em vinil (CCXX)

Aproxima-se o fim de semana, por isso, o melhor é começarem a ter estas sensações fortes.
Boa noite

Sobre a Felicidade

Sempre foi um pessimista. Mesmo quando lhe aconteciam coisas boas, logo começava a pensar que aquilo era um mau presságio e algo de muito mau viria a seguir.
Um dia acordou estranhamente feliz. Não conseguiu encontrar explicação para tanta felicidade mas, em vez de começar a fazer conjecturas, deixou que o dia corresse. 
No emprego recebeu grandes elogios do patrão que lhe prometeu  a promoção há muito esperada e um aumento de ordenado no mês seguinte;
A mulher que  catrapiscava há muito sem sucesso, sugeriu um jantar a dois nesse dia;
O pai telefonou-lhe a dizer que lhe ia oferecer um caro novo;
Ao chegar a casa, já de madrugada, foi ver o Euromilhões. Ganhara o segundo prémio.
Nessa noite foi deitar-se com a sensação de que, pela primeira vez na vida, tivera um dia em que tudo lhe correra bem.
Estava tão feliz, tão feliz, mas mesmo tão feliz, que teve medo de acordar no dia seguinte outra vez infeliz.
Incapaz de suportar a ideia, suicidou-se.

Suínos na Assembleia da República




Não me interessa discutir se Graça Fonseca teve ou não coragem ao assumir a homossexualidade numa entrevista ao DN.
O que realmente me interessa  é perceber o voyeurismo que invadiu a comunicação social portuguesa na sequência da entrevista da secretária de estado, pois  demonstra que em matéria de sexualidade ( e não só, e não só...) a sociedade portuguesa está  cheia de esqueletos no armário.
Quanto à reacção de Carlos Abreu Amorim ( " a secretária de Estado disse aquilo porque não tem mais nada para dizer") prova que os suínos têm  assento no Parlamento e vão para lá recalcar traumatismos da adolescência.
Ora isso preocupa-me, porque Carlos Abreu Amorim foi eleito pelos portugueses e nem sequer era  candidato do PAN. 
Concluo ( sem surpresa) que há muitos suínos de duas patas infiltrados na sociedade portuguesa. Está na altura de os mandar chafurdar para a pocilga. O primeiro podia  mesmo ser Carlos Abreu Amorim, já que Hugo Soares está de férias.