terça-feira, 8 de agosto de 2017

Memórias em vinil (CCVI)


Aproveitem e convidem alguém para  valsar esta noite.
Boa noite!

Diz o roto ao nu...



Nos últimos dias a Madeira tem sido notícia por causa dos fortes ventos que têm impedido aterragens e descolagens de aviões no Funchal
Faz hoje um ano  a Madeira era igualmente notícia, porque lavrava um enorme incêndio nas imediações do Funchal. Provocou três mortes, destruiu dezenas de habitações, deixou centenas de pessoas desalojadas.
Neste dia parece-me oportuno lembrar àqueles que criticam ( não vou dizer se justa ou injustamente)  o governo do  PS por ainda não ter feito chegar as ajudas às vítimas do  incêndio de Pedrogão ( 64 mortos e centenas de casas destruídas) que, passado um ano, a maioria das famílias afectadas pelo incêndio na Madeira, governada pelo PSD, se queixam de não terem recebido qualquer apoio do governo regional  para a reconstrução das suas casas e das suas vidas.



Auto Europa

A CT da Auto Europa estabeleceu um pré acordo com a administração da empresa para compensações por trabalho ao sábado.
Os trabalhadores rejeitaram o acordo e a CT demitiu-se.
Causa alguma estranheza que o mais bem sucedido exemplo de CT existente em Portugal, tenha  terminado desta forma.
 Dizem-me que se trata de uma luta partidária ( à esquerda) que colocou a CT e os sindicatos em rota de colisão. As vítimas são os trabalhadores que não perceberam que estão a ser manipulados pelos sindicatos. Esta aventura pode sair-lhes cara...