terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Memórias em vinil (72)

Lembro-me de ser muito miúdo (criança mesmo) e ter ido com os meus pais a Santo Tirso num Carnaval.
Havia uma festa no hotel Cidnay  onde actuavam  a orquestra de Shegundo Gallarza e o conjunto de Marino Marini. Sei, outrossim, que ouvi esta canção e nunca mais a esqueci.

"Ciao Porto" não foi um sucesso mundial, mas deixou os portuenses muito orgulhosos, porque este era um dos mais prestigiados conjuntos italianos da época, rivalizando com Pepino di Capri
 Já este "Kriminal Tango" era mundialmente conhecido

E fico-me por aqui porque, apesar de ser Carnaval e ninguém levar a mal, também não quero abusar da vossa paciência...

Chantagens de uma mulher casada

Uma mulher, para ver a reacção do marido, deixou em cima da cama o seguinte bilhete:
"FUI-ME EMBORA E NÃO VOLTO MAIS!"
Escondida debaixo da cama, a mulher esperou que o marido chegasse.
Ele entrou no quarto, viu o papel, escreveu qualquer coisa e pôs-se a cantar, todo satisfeito. 5 minutos depois, pegou no telemóvel e ligou a alguém:
- Amor, vou já. A maluca foi-se embora. Estou a caminho, amo-te!
Pegou no carro e foi-se embora.
Louca de raiva, a mulher sai debaixo da cama e lê o que ele escreveu...
- Estou a ver os teus pés. Fui buscar pão. Deixa-te de merdas e faz o almoço.

É Carnaval, ninguém leva a mal...

Num avião, o piloto informa:
- Senhoras e senhores, o avião está perdendo  altitude e toda bagagem deverá ser atirada fora!
Apesar de mais coisas serem lançadas fora, o avião continuou perdendo altitude.
- Estamos ainda perdendo altitude! Teremos que atirar fora algumas pessoas- avisa o piloto
Há, neste momento, um grande rebuliço entre os passageiros.
Continua o piloto:
- Para fazer isso, de forma imparcial, os passageiros serão jogados para fora por ordem alfabética. Assim, começamos pela letra 'A'. Há algum 'Afro' a bordo?
Ninguém se move!
- 'B'... Algum 'Black' a bordo?
Nada!
- 'C'... Algum 'Crioulo' a bordo?
 Nada!
- 'D'... Alguém 'De cor?'
De novo ninguém se mexeu!
- 'E'... Algum mais 'Escurinho'?
Nada!
Nisto, um pequeno menino negro pergunta ao pai:
- Pai, afinal o que nós somos???
- ZULUS, meu filho! Somos ZULUS!