quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Tenho uma má notícia para si, senhor Presidente!



Kayin people Myanmar


Lamento muito informá-lo, caro Presidente Marcelo, mas ao contrário do que costuma apregoar por aí, os portugueses não são o povo mais generoso do mundo. Eu sei que não é o único a ver nos tugas virtudes que eles não têm mas, em virtude da gravidade da notícia que ontem me chegou, achei por bem informá-lo em primeira mão do nefasto acontecimento.
Na verdade, professor Marcelo, os portugueses não só não são o povo mais generoso e solidário do mundo, como nem figuram no pódio.  Nem sequer nos 10 primeiros lugares. Pior ainda, senhor Presidente ,não estão entre os 20, nem entre os 50, nem mesmo entre os 100 povos mais generosos do mundo!
O povo cuja generosidade  V.Exª não se cansa de enaltecer, ocupa um modestíssimo 104º lugar no ranking dos povos mais generosos  do mundo.
A terrível notícia foi dada pela Fundação Mundial para a Ajuda e Caridade, no dia Mundial da Bondade, que se assinalou na segunda-feira, 13 de Novembro.
Espero que esta notícia não o abale e até o incentive a prosseguir a sua política dos afectos. Já agora, senhor presidente, sugiro-lhe a visita aos três países mais generosos do mundo, onde os seus afectos serão certamente retribuídos com algo mais singelo e menos sofisticado do que as "selfies", mas com muita bondade.
São eles: Myanmar , Indonésia e Quénia. Quem os conhece percebe bem porquê e nem sequer estranha que Myanmar ocupe o 1º lugar pelo quarto ano consecutivo.

5 comentários:

  1. Encontrei apenas a lista dos países mais generosos no World Giving Index 2016. Dessa fundação, não. Talvez até se esteja a falar da mesma, não sei.
    O Canadá está em 6º lugar. Os Estados Unidos em 2º. Portugal em 90º.
    Apesar de todas as críticas que são feitas aos americanos – basta ler os comentários nos blogues – os EU ocupam sempre os primeiros lugares em qualquer ranking.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este relatório é referente a 2017, Catarina. De qualquer modo, há pelo menos 3 organizações diferentes a fazer essa análise e, como normalmente acontece nestes "estudos" há resultados para todos os gostos.
      Para além da organização que cita, há esta a que aludo no post e ainda uma terceira ( a Good Country Index) que, nos estudo de 2017 coloca a Suécia como o país mais generoso do mundo. Obviamente que não dou muita importância a isto,pelas razões que já referi. Foi apenas pretexto para escrever um post :-)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Como já expliquei na resposta à Catarina, depende da organização que faz o "estudo", Teresa.

      Eliminar