quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Tão amigos que eles eram...

Há pouco via Mário Nogueira na televisão, com aquele ar alucinado que lhe é característico, a garantir que se o governo não satisfizesse as pretensões do seu sindicato traria 100 mil professores para a rua.
Foi então que me lembrei do tempo em que os professores eram despedidos aos milhares, convidados a emigrar, viam os salários reduzidos e a sua dignidade profissional achincalhada.
Nesse tempo,  era desta  forma amistosa que Mário Nogueira cumprimentava o pm responsável pelo período mais negro vivido por uma classe profissional que muito admiro e respeito.
Mário Nogueira faz-me lembrar aqueles prisioneiros que admiram o carrasco, mas insultam o advogado que se esforça por lhes reduzir a pena.
Sejamos claros: os professores perderam privilégios com o governo PSD/CDS e , legitimamente, pretendem recuperá-los. Não pretendam é voltar ao tempo em que eram promovidos mesmo sem dar aulas. Estavam nas bibliotecas das escolas ou em organismos públicos a fazer concorrência aos funcionários públicos e, muitas vezes, a impedir-lhes a progressão na carreira.

4 comentários:

  1. Um "filho da mãe" sem vergonha!! O fomenicas vem com ameaças e o pior é que muitos dos patetas dos professores vão no engodo... Enfim!

    ResponderEliminar
  2. Não é este que é professor (?????) sem nunca ter dado uma aula??

    ResponderEliminar
  3. O tempo da troica parece ter sido um tempo de alucinação colectiva. O PEC IV já aprovado pela Angela, não passou e teria sido menos penalizador. A esquerda e o Psd que queria poleiro não quis. Puseram tudo na sua. oS camioniatas cercaram o País, não havia abastecimentos, os professores enchiam as ruas porque a Maria de Lurdes Rodrigues entendia que os professores deviam ser classificados, mas eles não queriam. Agora querem que o tempo volte para trás. O ordenado que me caberia hoje é inferior ao de 2002. E estes pulhas querem que o país vai abaixo outra vez? O petróleo já começou a subir. Tenham medo, muito medo! Talvez nem este sacana goze da bruta reforma a que entretanto ganhou direito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos perdoe-me mas não posso deixar de colocar aqui isto que o Jumento diz, porque ele parece que adivinhou o meu pensamento ou então saberá ainda mais do que eu e comunica melhor: http://jumento.blogspot.pt/2017/11/deus-lhes-pague.html

      Eliminar