quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Macron: o homem de ferro

Escrevi aqui no CR, diversas vezes, que não confiava em Macron e temia que fosse ainda pior do que Hollande.
A perda de popularidade  foi ainda mais célere do que eu esperava e desceu a números que nem Hollande “conseguiu” alcançar enquanto esteve no Eliseu. As leis laborais – que reduzem os trabalhadores a novos escravos- foram a causa da perda de popularidade de Macron, mas tudo indica que a Lei Anti terrorista esta semana aprovada por Macron  incendeie ainda mais as ruas das principais cidades francesas.
É curioso o silêncio da comunicação social sobre os tumultos que têm assolado França nas últimas semanas, mas mais preocupante é ver como alguns olham para Macron como o salvador da Europa.

2 comentários:

  1. é melhor um homem de ferro do que um tigre de papel como o Martin Schulz que desiludiu gregos e troianos.

    ResponderEliminar