domingo, 8 de outubro de 2017

Dia do Bilhete Postal Ilustrado ( 73)

Com o postal enviado pelo Pedro Coimbra, terminou a (re)publicação dos postais de férias. 
O Dia do Postal Ilustrado, porém, prossegue com a publicação de novos postais.
Estes foram enviados pela Anfitrite ( que não tem blog, mas já teve...) assídua comentadora deste Rochedo Apesar de ausente nas últimas semanas, espero que em breve regresse ao nosso convívio, com os seus comentários assertivos e mordazes.
Esclarece a Anfitrite que  os postais são do " Algarve antigo  mas já promissor", do Promenade des Anglais (1978) e da Madeira (1990).
Este último, digo eu, não tão promissor como o Algarve, mas igualmente apelativo.
Agradeço à Anfitrite a participação e aproveito para lembrar os leitores que podem continuar a enviar os postais se assim desejarem.
Tenham um bom domingo e uma excelente semana.

8 comentários:

  1. Obrigada.
    Os postais são giros. É curioso ver como eram as terras e os costumes há muitos anos atrás.
    Abraço e boa semana também para si

    ResponderEliminar
  2. Gostei dos postais e da evolução :)

    Bom restinho de domingo e uma excelente semana Carlos.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Um postal ilustrado que espelha o fantástico dia de praia 🏖 cá no norte.

    ResponderEliminar
  4. Só agora é vi a republicação.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  5. Já cá estive. Ele ainda está activo mas só publico coisas para memória futura e o título é o de um livro de Erich Maria Remarque que mostra que o que ele afirma é mesmo verdade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A bibliografia de Remarque é muito vasta mas... será "O Céu não tem favoritos"?

      Eliminar
  6. Como eu gosto de gente inteligente! Foi um livro que li na munha adolescência e que me impressionou muito o fim dos protagonistas. Houve outro menos conhecido de André Bay "Escola de Férias" que também nunca mais de esqueci. Sempre tive um fraquinho por gente infeliz. No outro dia esta livro estava à venda, possivelmente em enésima mão, numa livraria da Duque de Ávila. Se não tivesse já fechada tinha comprado outro. houve outro que também não me esqueci "Os Indiferentes" de Alberto Morávia, isto para não falar de outros muito conhecidos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo não nos conhecendo, na vida real, a blogosfera vai permitindo que conheçamos um pouco alguns dos leitores que são assíduos comentadores.

      Eliminar