terça-feira, 3 de outubro de 2017

As matreirices de Marcelo

 
 
 
Sexta feira, 29 de setembro, último dia de campanha eleitoral.
Alguns jornalistas recebem um contacto telefónico de “alguém” da candidatura de Teresa Leal Coelho, sugerindo a sua presença no Príncipe Real. Motivo para o repto? Marcelo Rebelo de Sousa iria passar por lá para cumprimentar a candidata do PSD que ali se encontrava em campanha.
Os jornalistas compareceram, escreveram, filmaram e a notícia encheu os telejornais. Teresa Leal Coelho aproveitou a oportunidade para mostrar a sua inabilidade e incapacidade política, colocando uma legenda nas imagens: MRS estivera no Príncipe Real e manifestara-lhe o seu apoio.
MRS reagiu de imediato, negando esse apoio e o efeito pretendido esfumou-se rapidamente.
Mas se o episódio demonstra a incapacidade política de Teresa Leal Coelho e a inabilidade de PPC para escolher candidatos, também deixa bem visível a matreirice de Marcelo.
Como já aqui escrevi, no dia em que Rui Rio ( ou outro candidato que agrade a Marcelo) assumir a liderança do PSD, o PR  deixará de ser muleta de António Costa e tudo fará para recolocar o “seu” PSD na rota do poder.

3 comentários:

  1. Não acredito nisso, Carlos.
    Pura e simplesmente não acredito.

    ResponderEliminar
  2. Não estou a ver Marcelo mudar de postura.

    ResponderEliminar
  3. Desta vez, até concordo com o Carlos.

    O Marcelo foi SEMPRE um verdadeiro mestre de matreirice.
    O António Costa que se ponha a pau. Logo que chegue um candidato que lhe agrade deixa o "barco à deriva".

    ResponderEliminar