sábado, 22 de julho de 2017

Leituras de Verão (6)





Autor: Arundhaty Roy
Editora: Asa
Primeira edição: Junho 2017
Número de páginas: 463


 Há livros que nunca se esquecem. "O Deus das Pequenas Coisas" de Arundhaty Roy é um desses livros. 

Desde que o li, no final dos anos 90, fiquei à espera de um segundo livro da autora. 
Esperei 20 anos e ainda não vos posso dizer se valeu a pena, porque só esta semana chegou às minhas mãos e ainda não tive oportunidade de o ler. 
Arrisco, no entanto, escolhê-lo para recomendação da semana, porque se Arundhaty Roy escreveu. um livro tão belo como " O Deus das Pequenas Coisas" ( e com ele venceu o Boooker Prize) este " Ministério da Felicidade Suprema" não pode ser um livro mau.
Se me tiver enganado, peço-vos desculpa e prometo vir aqui penitenciar-me.

5 comentários:

  1. Penso exactamente a mesma coisa. E hei-de comprá-lo assim que entre numa livraria. Porque há muito título, mas é este que quero. O Deus das Pequenas coisas e Memórias de Adriano são dois livros que não esqueço. E nem sequer tenho Memórias de Adriano que li de empréstimo. Ainda o compro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea, Eu tenho. Se quiser deixo-lhe em testamento. Caso contrário terá um fim bem mais triste.

      Eliminar
  2. Fico curiosa.
    Logo nos dirá o que achou!
    Bom Domingo

    ResponderEliminar
  3. Não sei porquê mas O Deus das Pequenas Coisas comparei-o A Cem Anos de Solidão. Até hoje nunca tinha ouvido ninguém conhecido elogiar este livro, apesar de ter sido "booker Prize de 97. Pensava que o defeito era meu.

    ResponderEliminar
  4. " Ministério da Felicidade Suprema" cheira-me a um livro esotérico, daí estar de pé atrás.

    "O Deus das pequenas coisas" nunca o li, embora tenha recebido o Booker Prize.

    ResponderEliminar