terça-feira, 20 de junho de 2017

Os imbecis

Ao longo da vida habituei-me a ver tantos casos como este, que já nem me espanto. 
De qualquer modo, parece-me muito oportuno dar a ler este texto a quem adora apontar culpados, mas nunca se vê ao espelho.
Por isso aqui fica o link, para que os meus leitores o possam divulgar.
E por falar em imbecis, permitam-me que recorde a notícia da queda de um avião em Pedrógão, a que todos os canais de televisão deram grande destaque.
Um deles até conseguiu a ixoproeza de identificar o piloto. Para todos os que andam a brincar ao jornalismo e às televisões, de  este notável texto de António Guerreiro sobre os vampiros que vivem à custa da desgraça alheia,

9 comentários:

  1. O Anselmo Crespo não fazia parte dos imbecis, quando trabalhava na SIC?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me que vai por aí muita confusão de Crespos, Teresa. Não confunda o Anselmo com o Mário, por favor.Há que ser rigorosa nos comentários, para evitar confusões "criminosas" :-)))

      Eliminar
    2. Anselmo Crespo foi coapresentador do programa da SIC Notícias Quem Diria.

      Eliminar
    3. E o que é que ele tem de imbecil, Teresa?
      Estava mesmo a pensar no imbecil Mário Crespo, não estava? Confesse lá, amiga.

      Eliminar
    4. Quem é o Mário Crespo.

      Eu perguntei apenas, se o Anselmo Crespo é um dos muitos imbecis que povoam a SIC.

      Eliminar
  2. “I love the smell of napalm in the morning.” Na verdade, esta frase de uma personagem de um filme de F.F.Coppola
    retrata bem a avidez mórbida de alguma comunicação social.
    Mas não só! Também em blogues e redes sociais a demagogia e a imbecilidade andam enroladas. Não é só em Lisboa que está a solução, é também nas politicas locais, sobretudo se houver população! O problema da litoralização e do fecho de tantos serviços de estado e de apoio às populações levaram à desertificação. Restam pessoas envelhecidas. Como combater as assimetrias? Como convencer as populações a fixarem-se no interior? Assim, quem limpa as matas? Quem faz a prevenção de fogos?
    A zona onde vivo, uma das maiores manchas florestais, é o paradigma nacional e até europeu na prevenção de fogos, tal como ainda hoje foi referido num telejornal. Ou seja, as Câmaras têm um papel crucial e de primeira linha na defesa dos seus territórios, assim haja infraestruturas apoiadas pelo estado. Ah...E haja pessoas. Sobretudo que não fujam para as grandes cidades, ou emigrem.

    ResponderEliminar
  3. Carlos, se tiver oportunidade, passe pelo meu blogue e leia dois textos de um amigo meu e que lá postei. São sobre o tema em discussão,

    ResponderEliminar
  4. Mais que imbecilidade isto é mórbido, doentio.
    E há pirómanos que o são exactamente porque adoram ver o fogo e o combate que os desgraçados dos bombeiros têm para o apagar.
    Dementes!!

    ResponderEliminar