domingo, 14 de maio de 2017

Toma e embrulha, Pedro

João Miguel Tavares escreveu um artigo no "Público" criticando a tolerância de ponto concedida pelo governo  na sexta feira e sugeriu a António Costa que lhe tomasse conta dos filhos, porque ele e a mulher tinham muito que fazer e não podiam tomar conta das crianças que ficaram sem aulas.
António Costa leu o artigo e respondeu, prontificando-se  a ficar com eles da parte da manhã, já que da parte da tarde não podia porque tinha de estar em Fátima.
João Miguel Tavares não se fez rogado e na manhã de sexta-feira deixou os quatro filhos em S. Bento.
Eu  sei que isto desagrada a muita gente. Vão chover críticas,acusações de  populismo e sei lá que mais, mas são gestos de fair play e bom humor como este, que explicam  a geringonça e, porque não admiti-lo, tornam a vida menos pesada e sisuda. Como alguém escrevia há dias no FB, se as pessoas sorrissem mais, o SNS funcionaria muito melhor.
Está a perceber senhor Pedro Carrancudo Coelho?

4 comentários:

  1. António Costa esteve bem. O outro senhor não leio nem comento porque não me apetece. E também não vejo motivo para Passos Coelho sorrir, tudo lhe foge.

    ResponderEliminar
  2. Esse ainda está à espera da chegada do Diabo... O Diabo foi ele que nos infernizou a vida!!

    Agora o Costa esteve mesmo muito bem!! Ah ganda Costa!!

    ResponderEliminar
  3. Lá que teve piada lá isso teve.
    Chapelada para o PM!! :))
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar