segunda-feira, 15 de maio de 2017

O regresso dos Efes




Na sexta feira houve um ataque informático a várias empresas europeias, incluindo pelo menos uma empresa portuguesa. 
Durante a tarde procurei saber pormenores sobre o ataque, mas o único momento em que  os três canais informativos interromperam a cobertura da visita do Papa, foi para transmitir a conferência de imprensa de Rui Vitória.
Nas notícias da meia noite  da RTP 3, a jornalista perguntava a um homem se   estava em Fátima para ver o Papa. Resposta:
- Não! Eu venho cá sempre que o Benfica ganha o campeonato. Este ano coincidiu com a visita do Papa, foi só isso.
O MFA pode ter acabado com o Estado Novo, mas a comunicação social e muitos portugueses continuam impregnados dos tiques que caracterizavam a ditadura. 
Este relato sobre o comportamento dos tugas em Fátima é revelador da relação custo/benefício que têm com a religião( Leiam, por favor!) 
Tivemos pois um fim de semana cheio de Fátima e Futebol a tresandar a Estado Novo
Para que o regresso ao  passado fosse perfeito, só faltou ver Salvador Sobral a cantar um fado em Kiev, na noite de sábado.
Felizmente não cantou, mas ganhou.  E até eu, que não tive pachorra para ver o Festival ( vi apenas o Sobral e a canção húngara), mas assisti à votação, porque tinha uma fezada, vibrei com a vitória. Só não fui para a rua festejar, porque não queria que me acontecesse o que aconteceu a alguns milhares que foram festejar a vitória do Salvador e foram confundidos com adeptos de um clube da segunda circular, cujo nome agora não me ocorre.

10 comentários:

  1. Daria nota dez ao seu texto se, na parte final, não tivessee escrito "(...)com adeptos de um clube da segunda circular, cujo nome agora não me ocorre".
    Obviamente tomo isso como ironia e não como ofensa mas, caro Carlos, permita-me dizer-lhe que a sua memória poderia ter sido (e foi) avivada por outra frase que escreve no texto. Esta: "- Não! Eu venho cá sempre que o Benfica ganha o campeonato. Este ano coincidiu com a visita do Papa, foi só isso".

    Dito isto, vou ali e já venho.
    Um abraço com votos de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que estava a ironizar, António. Parabéns pela vitória. Abraço e boa semana também para si.

      Eliminar
  2. Ir a Fátima por o Benfica ganhar o campeonato é um facto na mesma linha do tuga que deixa a imagem e a capelinha às moscas para olhar para o Goucha e companhia. Pois é. Mas o que o jornalista também afirma é que as estações de televisão programam assim, querem audiências. Alimentam este espírito de ignorância voyeurista. E depois, o povo que elegeu Salvador Sobral nem será bem do mesmo calibre do que em Fátima virava costas ao santuário. Até por, na sua maioria, não ser português:).A canção e o cantor são de qualidade.

    Não vi o que se passou pelas televisões no dia 13 porque tais espectáculos não me aprazem. Mas sei que a fé genuína não tem regime político e é superior a qualquer um na medida em que prevalece no interior do crente a despeito de quaisquer condições externas (o reino de Deus não é deste mundo). E isso é objecto de respeito para mim e deve sê-lo para todos.Não há muitos homens de fé. Arrisco que Francisco o papa é um homem de fé verdadeira. E só por isso já vale a pena ouvi-lo. Os teatros sobre este fenómeno, sejam em Fátima ou onde forem, desagradam-me.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez estou totalmente de acordo consigo, Bea. Também não vi as cerimónias, mas compreendo a Fé dos portugueses. Só me custa um bocadinho mais a aceitar o comportamento de muitos "crentes" que esquecem a devoção assim que vêem os seus "ídolos".

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se a realidade o incomoda assim tanto, tem três remédios: faça como a avestruz, emigre ou...mate-se!

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Bosta, por aqui, só a que sai do seu computador. Isto não é o FB , sr Segunda Feira sem Cadeado. 460 seguidores, mas mais de 90 mil visitas mensais. Toma e embrulha.

      Eliminar
  4. Pela primeira vez gostei de uma canção que ganhou o Festival.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Pedro se refere ao Eurofestival, também deve ter sido a minha primeira vez.

      Eliminar