sexta-feira, 7 de abril de 2017

Trump é mesmo perigoso

Se ontem, quando recordei o centenário, já confessava os meus receios sobre o futuro, hoje  Trump fez questão de confirmar que  é um tipo inconsciente, néscio e, por consequência, perigoso. Tem  "feelings" e decide agir como se tivesse certezas.
O ataque desta noite na Síria  é próprio de um ludopata  que confunde a vida real com jogos de computador. 

3 comentários:

  1. Deixei – tanto quanto me é possível – de ver/ouvir a CNN. Não consigo ler e ouvir o trumpismo com neutralidade. Os ignorantes – alguns literalmente ignorantes – estão a aperceber-se do erro que cometeram. Um dos seus grandes amigos confirmou, durante uma entrevista, que Trump sempre seguiu o seu “gut feeling” nos seus negócios e que continuiria a fazê-lo enquanto presidente. Um presidente dos Estados Unidos da América a tomar decisões segundo o seu “gut feeling”... impensável!
    E os milhões que os contribuintes estão a pagar pela proteção desta grande família?? Filhos que estão a gerir os negócios; filha assessora; genro assessor; esposa e filho em Nova Iorque, fins de semanas em Mar-o-Lago...
    No dia em que o mundo inteiro ficou chocado com a grande derrota de Clinton e a eleição de Trump pela maioria, pensei em Nassim Nicholas Taleb, que escreveu “O cisne negro – o impacto do altamente improvável”, que li por duas vezes, tal o “impacto” que teve em mim. Teria Taleb considerado esta vitória como um cisne negro? Procurei na net qualquer entrevista em que ele teria participado sobre o assunto. Encontrei (3 nov 2016). Diz Taleb que Trump (caso ganhasse as eleições) não seria tão perigoso como poderia parecer. Que não faria “nada apocalíptico”.
    O tempo o dirá.

    ResponderEliminar
  2. É o que dá pôr lunáticos insanos no poder. Ainda não consigo acreditar que os americanos o escolheram, ao fim de todo este tempo e da multiplicação dos disparates... Agora anda a brincar aos justiceiros com os seus mísseis... Deus nos ajude...

    ResponderEliminar
  3. Carlos, eu vou mais longe. Eu não acredito que Assad tivesse feito o anterior ataque. Ele não tinha interesse nenhum em provocar esta confusão agora. E a Rússia até foi avisada antes pelos americanos para tirarem de lá os seu helicópteros ontem para não serem bombardeados. Na guerra nada do que parece é. E o lóbi das armas nos EUA estão sedentos de mais lucros.

    ResponderEliminar