quinta-feira, 30 de março de 2017

Those were the days (42)

 A propósito disto, lembrei-me que  foi lá que tirei a Carta de Marinheiro em 1965!
Para quem não saiba, agora é possível visitar o interior nas manhãs de domingo. Se ainda não foi, aproveite!




3 comentários:

  1. É bonito imaginar as historias que os lugares têm... o Carlos faz parte das histórias do Porto de Leixões. =)

    ResponderEliminar
  2. O Carlos faz parte das histórias mais interessantes. E fiquei muito surpreendida com a Carta de Marinheiro.

    ResponderEliminar
  3. Ainda pensei tirar a Carta de Marinheiro aqui em Macau.
    A transição chegou, os cursos passaram a ser dados em língua chinesa e eu deixei de lado o projecto.
    De tirar a carta de Marinheiro.
    De comprar um barco ainda não desisti da ideia...

    ResponderEliminar