segunda-feira, 6 de março de 2017

Lar de idosos de luxo

Portugal  é o paraíso dos reformados europeus. Compreende-se. Com este clima e o baixo custo de vida ( os salários já estão ao nível dos praticados na China), é normal que os reformados europeus escolham Portugal para passar os últimos anos da sua vida com desafogo financeiro.
Não me parece é que fosse necessário atraí-los, acenando-lhes com isenção de impostos. Essa medida pode contribuir para que Portugal se transforme no maior Lar de Idosos da Europa, mas é uma injustiça e um insulto para os muitos reformados portugueses, obrigados a fazer esforçada ginástica contabilística  para que a reforma dure os dias todos do mês.
Não havia necessidade!

4 comentários:

  1. Isenção de impostos que os portugueses reformados não têm?

    ResponderEliminar
  2. Podemos chamar-lhe uma 'offshore' para reformados europeus.
    Os portugueses? Ai aguentam aguentam.
    (onde é que já li isto?)

    ResponderEliminar
  3. Talvez se vierem ainda mais para cá, se criem novos postos de emprego, se possam subir os salários e depois as reformas...

    ResponderEliminar
  4. Com o clima, a beleza, a comida, a simpatia das pessoas, o baixo custo de vida, Portugal é mesmo um paraíso para muita gente.
    Não é só para os europeus.

    ResponderEliminar