quarta-feira, 22 de março de 2017

FY, mr Dijsselbloem!



Este aborto  holandês,  presidente do Eurogrupo,   disse numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine, que os povos do sul da Europa  gastam o dinheiro todo " em  copos e mulheres".
À primeira vista parece surpreendente  que o ministro das finanças do Red Light District, uma das maiores casas de putas da Europa, faça uma acusação destas para explicar porque não se deve emprestar dinheiro aos países do sul.
No entanto tem toda a lógica. Depois de o seu partido ter sido cilindrado nas eleições holandesas, o lugar deste calvinista à frente do Eurogrupo está em risco. Daí, nada melhor do que dar uma entrevista a um jornal alemão de modo a cair nas boas graças do fascista alemão Schaueble.
No entanto, salvo se dê o caso de o holandês preferir gastar o dinheiro a "abafar a palhinha", devia ter escolhido um melhor exemplo. Até porque vivendo numa das maiores casas de putas da Europa, tem grandes probabilidades de ser um  filho da puta. 

10 comentários:

  1. Exageraste um pouco, sem dúvida, Carlos, mas atendendo a que o sujeito bem merece o tratamento, a "reprimenda" fica para a próxima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este gajo conseguiu a proeza de ser mais escabroso e ordinário do que o alemão do triciclo, Francisco.

      Eliminar
    2. Não há dúvida, Carlos, mas estão bem um para o outro. O raio que os parta aos dois.

      Eliminar
  2. Pois esse é que é o verdadeiro problema - está com medo de perder o tacho e ofende os outros, o grande fdp.
    Escrevo hoje acerca do tema e com a mesma imagem da cara de parvo do idiota.

    ResponderEliminar
  3. Para esse gajo, a minha gargalhada de desprezo.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Não reduza à expressão mais simples aquilo que é muito sério, Teresa.
      O seu Schaueble é igual a este gajo e se ler o que escrevi sobre Constâncio, percebe onde quero chegar.

      Eliminar
    2. Calma, Carlos.

      Temos a Le Pen a caminho e, então, temos der nos despedir da EUROPA para sempre. E nem o holândes nem o alemão vão chatear mais os portugueses.

      Caso a Le Pen não avance, mais tarde ou mais cedo, vai haver uma divisão entre a Europa do Norte e a Europa do Sul. Os interesses são muito diferentes.

      Eliminar
    3. Este tipo é uma Le Pen de calças. Às tantas, também gosta de rapazinhos.

      Eliminar
  5. Gostar de rapazes não é o problema. O problema é não haver união na Europa. Ontem ouvi uma jornalista polaca na TV e fiquei com os cabelos em pé.

    O que mais me irrita, Carlos, é que estas palavras sejam pronúnciadas por um holandês. Eu sempre considerei o povo holandês, o povo mais tolerante da EUROPA..

    ResponderEliminar