segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Memórias em vinil (61)

Em véspera de S. Valentim, esta canção de Paul Young, de 1978, pareceu-me muito apropriada. Creio que este foi o único momento de inspiração deste escocês que foi viver para a Escócia nos anos 60, mas desde que a desenterrei do meu baú, ficou destinada para este dia.
Comecem já a celebrar, vá! Se não o encontrarem, procurem atrás de uma nuvem.  
Boa noite!

4 comentários:

  1. Se o Amor está no ar, acho que vou andar a olhar para o Céu.
    As nuvens são bons esconderijos desse sentimento vadio...já que nunca se sabe onde ele pode parar.
    Tenha uma noite tranquila e feliz.

    ResponderEliminar
  2. O único tema com que John Paul Young atingiu algum sucesso.
    Teve outros mas que não saíram lá 'das Austrálias'.

    ResponderEliminar
  3. Famosíssima esta canção. Sempre citada, até hoje, quando se quer falar de amor. Sim, pelo menos na canção, o amor está no ar.

    ResponderEliminar