segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Eu sou isso?

Às vezes não nos apercebemos daquilo que realmente somos, porque não damos valor às pequenas coisas.

6 comentários:

  1. Há uns quantos bloggers, que já abordaram de uma forma muito original essa novidade do Hygge. Principalmente o que fez um post sobre o que seria o «Tuga Hygge».:)
    Muitos comentadores- eu, inclusive - aderiram à ideia e a coisa ficou mesmo engraçada.
    Por exemplo, para o Carlos quais seriam as pequenas coisas da vida que o fariam feliz? Lhe proporcionariam o aconchego e bem-estar = a Hygge??...
    Acho que se pronuncia Huga...:)

    E, já agora, eu...tenho dias!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao contrário do que às vezes possa deixar transparecer, eu consigo ser feliz com muito pouco Nos últimos tempos, por exemplo, todos os dias sinto uma enorme felicidade ao ver o mar quando acordo. E todos os dias tomo o pequeno almoço a olhar para ele. Mas também me faz senir feliz ver as pessoas que me rodeiam felizes. Ou simplesmente sentar-me no meu rochedo com um livro, o meu moleskine e o barulho do mar a bater na pedra.

      Eliminar
    2. Claro, Carlos! Tudo o que enumerou são pequenos/grandes motivos que lhe proporcionam uma enorme felicidade e isso é muito gratificante. Saber que alguém que o acompanha é feliz e foi o Carlos que contribuiu para isso, é prova de uma grande generosidade da sua parte.
      Eu só falei por falar.
      Não fique aborrecido.

      Eliminar
    3. E eu haveria de ficar aborrecido porquê?
      Gosto de ver gente feliz à minha volta, mesmo que eu em nada tenha contribuído para isso, Janita. Pessoas feilzes trazem energias positivas e isso é o mais importante. Um bom dia dos Namorados

      Eliminar