quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

É preciso ter muita lata!

António Domingues exigiu um salário milionário e estatuto especial que lhe desse a possibilidade de tornear a Lei, para aceitar um cargo  de gestor público.  Desconheço se Centeno lhe terá dado essa garantia, mas sei que Domingues se demitiu porque se recusou a cumprir a Lei.Ou seja: Domingues  queria exercer um cargo público com um estatuto de excepção.
Como reage a Direita? insurge-se contra Centeno e exige a sua demissão, por alegadamente ter mentido ( não deixa de ser curioso ver uma direita que governou quase cinco anos enrodilhada em mentiras sucessivas, indignar-se contra uma não provada mentira de um ministro) mas manifesta-se complacente com um gestor público que quer estar acima da Lei. Depois admiram-se quando as pessoas dizem que estão fartas da política.

3 comentários:

  1. Não estou farto da política, Carlos, estou é farto do tipo de políticos que actuam conforme os seus interesses.
    A reacção da Direita, neste caso, não é diferente de muitas outras, feitas com base na raivinha de dentes e na mediocridade mental.

    ResponderEliminar
  2. Apesar de poder ser um pouco tendenciosa vale a pena ver a Grande entrevista de ontem, na RTP3, feita ao Álvaro Santos Pereira. Diz de Portas o que o diabo não diz da cruz.

    ResponderEliminar
  3. Onde é que se assina o comentário do António???

    ResponderEliminar