sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Deixem de discutir pi....

Ontem, na TVI, Manuela Ferreira Leite desancou na comunicação social por estar a dar importância aos "triqui triqui" da oposição sobre  o ministro das finanças e alertou que isso só contribuía para destruir a CGD e acabar com o único banco português.
Quase à mesma hora, na RTP 3, a jornalista Graça Franco dizia que a substituição do ministro das finanças seria péssima para o país e para a CGD mas que se envergonhava como jornalista e cidadã, se a opinião pública varresse o assunto para debaixo do tapete, porque a demissão do ministro seria má para o país.
Não discuto a posição  esquizofrénica de Graça Franco ( jornalista que aliás muito prezo). Apenas chamo a atenção para o facto de esta dissonância entre opinião pública, comentadores e jornalistas ( alguns deles avençados pela oposição) ser o retrato deste país doente.
Enquanto não aprenderem com Catroga e deixarem de discutir pint....., os jornalistas não estão a pôr em causa apenas o jornalismo. Estão, principalmente, a contribuir para a ruína  do país. 
Defender causas de quem lhes paga, não é jornalismo. É desinformação. Ou "vendetta"! 

3 comentários:

  1. A Graça Franco, dentro da sua ideologia política, menina dos velhos tempos da Católica, formada em economia, até tem classe nos seus comentários. Mas há coisas com que não se deve perder tempo, porque só querem estragar e não têm nada de útil para apresentar. Acho que a estes que querem vingança e estragar mais do que estragaram de devia arrancar os ditos, com uma pinça, um a um...Têm medo que se fale do Novo Banco onde puseram lá um administrador que pediu logo a demissão porque não tinha condições para fazer nada e assim vão passando os dias até que tudo esteja reduzido a cinzas, menos os ordenados dos bosses, para depois nós pagarmos ainda mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E à Cristas o que é que arrancava, Anfitrite?

      Eliminar
    2. Embora ela já deva estar habituada parcialmente a este sofrimento, com este requinte também lhe causaria sofrimento. mas acrescentava mais enchia-lhe a língua de piercing'S. talvez assim ela falasse menos.

      Eliminar