segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Os Extraordinários




Roubei o título ao novo programa da RTP 1 das noites de domingo, mas não é sobre isso que vou escrever.
Os Extraordinários a que me refiro são o casalinho da foto de quem muito ouviremos falar nos próximos tempos. E não será por boas razões... (Já foi entregue  no Congresso um pedido para saída dos EUA da ONU).
Anda toda a gente muito preocupada com  Trump, mas mesmo aqui à porta há uma senhora capaz de trazer mais instabilidade à Europa do que o americano. Chama-se Theresa May e ameaça transformar a GB num paraíso fiscal se a UE não aceitar as condições que ela impõe para o Brexit. 
Como se isso não bastasse, parece estar fascinada com Donald Trump, o  homem que além de adorar muros, já decidiu apoucar 55 milhões de cidadãos americanos,falantes da língua espanhola, ao eliminar a página em espanhol da Casa Branca.

4 comentários:

  1. Theresa May é uma pedra no sapato da Europa.
    Já ouvi compararem esta senhora a Angela Merkel. Um erro, na minha opinião.
    Theresa May é muitíssomo mais perigosa. Que faz um belíssimo par com Trump.

    ResponderEliminar
  2. Não sabia essa da página em espanhol. A CNN não fez referência a esse "pormenor"...

    Catarina

    ResponderEliminar
  3. Esta américa voltou ao tempo da caça aos Índios. tenho a sensação eu ele não vai ter bom fim. E oxalá seja rápido, apesar da maioria de todos eles não valer nada. meteram-lhes na cabeça que eram os melhores e não há nada pior do que dizer isso a um imbecil analfabeto, que desconhece o mundo. E a Teresa não passará do may be, porque em paraísos fiscais já eles são os campeões e a Inglaterra não está preparada para ser um paraíso fiscal e ter mão-de-obra barata. Ainda não lhes passou o trauma de terem sido vetados no início pela França e têm tirado bom partido disso. As pessoas querem ou falam em democracia mas adoram ditadores. Com tanta tecnologia não dá para ninguém se fechar hoje no seu cantinho...

    ResponderEliminar
  4. Os inimigos da UE não precisam de se esforçar muito para a destruir.
    Os europeus estão a tratar disso.
    Se Marine Le Pen ganha em França adeus UE.

    ResponderEliminar