sábado, 7 de janeiro de 2017

OBRIGADO!


Obrigado, Mário Soares. Por mim e por aqueles que te odeiam e insultam, porque são tão néscios que não percebem que lhe devem a Liberdade.

11 comentários:

  1. Completamente de acordo.

    ResponderEliminar
  2. Não conheço ninguém, na História, a quem deva tanto, a quem admire tanto e a quem ficarei grata para o resto dos meus dias! OBRIDADA!

    ResponderEliminar
  3. Repito o que já disse, devo muito a este homem, nunca o esquecerei. Também a história o vai lembrar. Mas não como eu e todos os que como eu, tiveram a sorte de viver no seu tempo e estar presentes e lúcidos. E que os portugueses nunca percam a liberdade que lhes deixou.

    ResponderEliminar
  4. Carlos, só cinco comentários? Como é possível! Quase que estou como o sacana que um dia disse: "Nós havemos de chorar os mortos se s vivos os não merecerem!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se reparar, hoje em dia os comentários na blogosfera não são muitos. Mesmo em blogs colectivos, que já tiveram posts com centenas de comentários ( eu participe em dois)hoje a maioria dos posts tem tantos comentários como este. Acresce que era sábado, o dia em que há menos visitantes nos blogs ( neste normalmente, não passam os 500 a 600, o que representa menos de 1/3 das visitas diárias. As pessoas preferem pôr "Gostos" no FB. É mais fácil e acéfalo, mas menos comprometedor. Por isso estou farto do FB , mas continuo a andar por aqui, há 10 anos!

      Eliminar
    2. É verdade! Até põem gostos no que é para não gostar. E, na realidade, a não ser os alarves, não se querem mesmo comprometer. É o salve-se quem puder. Mas quem analisa a evolução dos comentários sabe muito bem quais são as suas ideias. Alguns até fazem cópia para os vários sítios que visitam. Eu, que até de ver um cumprimento abreviado fico irritada. Já não há tempo para ninguém nem para se entregarem naquilo que dizem.
      Boa semana.




      fisa a sua evolução sabe muito bem quias são as suas ideias

      Eliminar
  5. Mário Soares foi um homem polémico.
    Como ele próprio o reconheceu.
    A realidade é que a História de Portugal dos últimos 40 anos não poder ser escrita sem olhar para Mário Soares e a sua obra.
    Com defeitos e virtudes como é próprio de qualquer ser humano.
    Que repouse em paz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arranje outro melhor para fazer o que ele fez! infelizmente alguns fizerem muitos erros à custa dele, como o Melancia e outros que por aí viveram e vivem à grande.

      Eliminar
  6. Goste-se ou não de Mário Soares, poucos terão a ousadia de arriscar nota negativa a um grande estadista.
    Não foi consensual? Não, o que não lhe retira o mérito da sua forma de ser e de estar.

    ResponderEliminar