quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Memórias em vinil (48)



Há dias uma leitora perguntou-me se eu não tenho discos de música brasileira para recordar.
Tenho muitos até, mas todos LP's e, como ainda estou na fase dos 45rpm, as grandes canções brasileiras têm de esperar.
Decidi no entanto abrir uma excepção para satisfazer a Sandra, uma das  primeiras leitoras do CR,  que se mantém fiel a este espaço.
Assim- e porque sei que ela gosta da Maria Bethania, hoje trago uma das canções que me provoca mais pele de galinha.
Espero que goste, Sandra

2 comentários:

  1. Bethania é um must.
    Está a tocar em fundo.

    ResponderEliminar
  2. Esta é uma das canções mais lindas de Bethânia, mas tem outras que também mexem comigo. mas eu não considero esta mulher uma memória. Ela soube atravessar gerações. A ela não se aplica o ditado : "Quem se casa com a sua geração, fica viúvo".

    ResponderEliminar