quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Memórias em vinil (38)

Regresso à canção francesa, para recordar um cantor... americano. Ou melhor. Joe Dassin nasceu em Nova Iorque, faleceu em  Papeete (Tahiti), mas foi na Europa, a cantar em francês, que conheceu o sucesso nos anos 60 e 70.
No meu baú tenho vários singles e 45rpm de Joe Dassin, além de um LP com o Best of.  Quando  cumpria a difícil tarefa de selecionar uma canção para esta noite, apercebi-me que ouvir Joe Dassin ainda me provoca o mesmo arrepio do tempo em que  dançava agarradinho estas melodias a que alguns chamavam "canções para constituir família".
Recordei, obviamente, namoradas a quem perdi o rasto, outras que se tornaram  amigas  para a eternidade e muitas histórias.
Foi quase doloroso escolher. Acabei por me decidir por estas duas que andaram na boca de toda a gente, mas também podia ter escolhido " Salut", "A toi", "L´été indien" " Ça va pas changer le monde" " Le Café des trois colombes " e tantas outras que me trazem memórias de tempos longínquos que recordo sem nostalgia, mas com saudade.


Desejo-vos uma boa noite e boas recordações

5 comentários:

  1. Melodias intemporais e imortais, Carlos.

    ResponderEliminar
  2. "Et si tu n'existais pas" é uma das canções da minha vida. Foi uma pena que um cantor que nos enternecia tivesse morrido tão cedo (de ataque cardíaco enquanto tomava banho). Deixou milhões de fãs a chorar a sua morte. Agora temos o youtube e de novo os vinis para o recordar, pelo menos enquanto houver a nossa geração. Os jovens de hoje carregam e deitam fora...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joe Dassin morreu de ataque cardíaco mas num restaurante em Papeete.
      Foi Claude François que morreu na sua banheira, eletrocutado, depois de se lembrar de mexer numa lâmpada com fios expostos, enquanto estava na água...

      Eliminar
    2. Obrigada pelo esclarecimento. A minha cabeça já não dá para tanta informação. Foi quase na mesma altura e com idades semelhantes.

      Eliminar
    3. De nada! De facto as duas mortes ocorreram no espaço de dois anos (1978 e 1980) e ambos tinham idades semelhantes.

      Eliminar