segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Analisando melhor

Eles não são muito diferentes

(Tenham calma! Não comecem já a espingardar e a dizer que estou doido. Isto é apenas uma fucking joke)

Não vale a pena enterrar a cabeça na areia

Eu não sei se António Costa terá percebido que não pode fingir-se de morto no caso da CGD. Queira ou não queira, justa ou injustamente, as pessoas entendem ( em minha opinião bem) a recusa de António Domingues em divulgar os seus rendimentos, como uma "cláusula condicional" do acordo estabelecido com o primeiro ministro e o ministro das finanças.

Eu tinha avisado...

...que a descida do IVA na restauração não era uma boa ideia
A criação de emprego seria residual, a melhoria do serviço inexistente e a fuga ao fisco continuaria.
Na semana passada, os sindicatos denunciaram  a existência de 90 mil pessoas a trabalhar sem recibo em cafés e restaurantes.
Haverá, sem dúvida, algumas famílias a viver melhor, porque arranjaram emprego mas, como aconteceu no passado, a descida do IVA não acabou com o trabalho "clandestino", nem com trabalhadores a serem explorados pelos patrões.
Há que reconhecer, porém, que em muitos casos são os próprios trabalhadores a preferir  trabalhar clandestinamente, recebendo salários abaixo da tabela  sem fazer descontos, porque estão a receber subsídio de desemprego e assim acumulam dois rendimentos.
Os problemas virão mais tarde, com um chorrilho de lamentações, pelas pensões de miséria.