sexta-feira, 29 de julho de 2016

Até me dá náuseas!

Quando penso que Hillary Clinton poderá ser a nova presidente dos EUA até me dá náuseas, mas depois penso que a alternativa é Donald Trump e fico logo bom...

Crónica de um dia estranho

Um especialista em profecias anunciou num canal do  You tube que hoje haverá um terramoto que tornará insustentável a vida na Terra. Ou seja, o mundo vai acabar hoje.
Embora a NASA já tenha deixado claro que não está preocupada, eu devo confessar que, na sequência do anúncio do fim do mundo, fiquei muito preocupado com outras  notícias. Como, por exemplo, a de que o  Pentágono está preparado para um ataque de zombies
Mas há mais...Elon Musk, CEO da TESLA ( empresa especializada em automóveis eléctricos) lançou uma ONG para tentar impedir um apocalipse provocado pelos robôs
A possibilidade de a Inteligência Artificial poder terminar numa revolta das máquinas contra o Homem é um assunto que já preocupava a minha avó e que me assustava  de tal forma quando era miúdo, que ganhei alguma aversão às máquinas. 
Há muito tempo que pensava ter ultrapassado esse problema mas há umas semanas, ao ler uma entrevista na Visão  de  Pedro Domingos, professor de ciências da computação na George Washington University, voltei a ficar assustado.
É que este ilustre professor português, admirado por Bill Gates que ainda recentemente disse ao mundo ser indispensável  a leitura do livro  "The Master Algorithm", da autoria de Pedro Domingos, para perceber a Inteligência Artificial, disse na entrevista à "Visão" que  "o risco da Inteligência Artificial não é que os computadores se tornem demasiado inteligentes e tomem conta do mundo. O risco é que eles são demasiado estúpidos e já tomaram conta do mundo".
Ao ler isto pensei logo no Schaueble, no Durão e nuns quantos mais  e interroguei-me: serão zombies ou robôs?
Até agora, não encontrei a resposta, mas que eles tomaram conta do mundo, não me restam dúvidas