domingo, 26 de junho de 2016

Um ano depois, a história repete-se

Na próxima madrugada disputa-se a final da Copa América (edição do Centenário).
Tal como ano passado a final é entre Chile e Argentina. Mas há uma grande diferença. Ano passado estava em Moscovo, quando me levantei para tomar o pequeno almoço o jogo estava no prolongamento e  ainda assisti a essa fase penosa do jogo, decidido a favor dos chilenos na marcação das grandes penalidades,
Este ano estou em Portugal, o jogo será um pouco mais cedo e talvez consiga assistir. Se me der o sono, tenho sempre hipótese de ver no dia seguinte.
Espero é que não seja um jogo tão chato como dizem terá sido o de 2015 e que desta vez ganhe a Argentina. Finalista em quatro das cinco últimas edições da Copa América, a Argentina não venceu nenhuma. Pode ser que este ano quebre o enguiço e conquiste o 15º troféu, igualando o Uruguai, país com mais triunfos alcançados nesta competição.