sexta-feira, 17 de junho de 2016

Ó Pedro, não era preciso fazeres um desenho!

O PSD não precisava de insistir na urgência do inquérito parlamentar à CGD para mostrar aos portugueses que se está marimbando para eles e para o país, porque a única coisa que move os seus actuais dirigentes é a sede de ir ao pote.
A maioria dos que rodeiam Passos Coelho são retornados ressabiados que detestam Portugal e querem vingar-se do 25 de Abril.
 Conheço muitos pobres diabos - alguns até ocupa(ra)m lugares importantes em organismos internacionais que, 40 anos depois, continuam a falar de Mário Soares como um traidor que " deu as colónias aos comunistas".  
Eles acreditam, convictamente, que se não fosse Mário Soares e o 25 de Abril ainda hoje viveriam sossegadamente em Angola, a fazer os seus negócios e a explorar os "pretos".

E se uma criancinha lhe der um empurrão? Isso é Impulse?





Na Academia de Santa Cecília, colégio privado de  enorme reputação, não ensinam às crianças que não devem empurrar as pessoas quando querem passar e alguém lhes está a obstruir o caminho.
Lembrei-me disto, porque sou frequentemente abalroado por criancinhas daquela escola no supermercado em frente, onde se vão empanturrar de Coca Cola, batatas fritas e chocolates. Ainda hoje, estava a aviar-me de maçãs,  um rapazola  mais balofo que o Mercedes do papá deu-me um empurrão para que eu me mexesse e ele pudesse passar.
Chamei-lhe estúpido e ele respondeu "Cota de merda".
A Academia de Santa Cecília não tem contratos de associação com o Estado. Será por isso que não tem verbas para educar as criancinhas?


Amanhã, às 14h30m  há uma manifestação em defesa da escola pública. Onde os professores não podem ensinar as criancinhas a  ser bem educadas, porque correm o risco de serem acusados de maus tratos.  A escola pública pode não cumprir o seu papel  nesta matéria mas, pelo menos, é mais barata!
É também por isso que amanhã não vou faltar à manifestação!

E se fosse consigo?




A Impresa está felicíssima porque o programa da SIC " E se fosse consigo?" foi líder de audiências no grupo programas de informação de todos os canais.
Eu compreendo a satisfação da Impresa, muito especialmente da SIC, mas dizer  que um programa baseado em  encenações ao estilo dos "Apanhados" é um programa de informação, desprestigia a informação e o jornalismo em geral.
Podem dizer que "E se fosse consigo?"  é uma espécie de talk show, um programa de entretenimento ou ficção, o que quiserem, mas não confundam aquilo com  informação.  Admitir que se trata de informação é reconhecer que, hoje em dia, as notícias são fabricadas ou encenadas para atingir determinado fim.
Pensando bem... reflectindo melhor... a Impresa é capaz de ter razão. Basta recordar o folclore em volta dos Panama Papers, a quantidade de notícias fabricadas para agradar a um determinado espectro político ou tentar influenciar uma decisão judicial, para aceitar que  " E se fosse consigo?" se enquadra dentro dos parâmetros que hoje regem a informação a que temos direito...