sexta-feira, 20 de maio de 2016

O que nos separa da Alemanha...

... é uma questão de escala. Falta-nos ambição, na hora de oferecer aos consumidores as escolhas certas.
Por cá  temos a BIC laranja, BIC cristal, duas escritas à sua escolha. Isso faz alguma diferença, quando toda a gente usa computadores para escrever?
Os alemães vão ao âmago da questão: o importante mesmo é ter a possibilidade de escolher a cerveja certa. O resto vem por acréscimo. Vai daí, oferecem aos consumidores duas opções cervejeiras, tão distintivas como as da BIC, mas qualquer uma delas de grande utilidade para matar a sede:

OU....


Tenham um excelente FDS. Aproveitem o calorzinho para beber umas cervejolas

Banco de Portugal tem um problema com números

Já não é a primeira vez que o Banco de Portugal se atrapalha com números.
Hoje, o país ficou a saber que a entidade presidida por Carlos Costa  identificou uma conta de 17 milhões de euros de um organismo público, numa offshore, mas mais tarde veio a admitir que se tratou de um erro e afinal a conta é de apenas 171 mil euros.
Quando o BP se engana em coisas tão comezinhas, como o montante de uma conta offshore, como é que um comum mortal pode confiar na sua capacidade de supervisão?

Da canalha na latrina

O PSD já não é um partido político. É uma latrina onde desaguam as laranjas depois de defecadas. Um grupo de canalhas e malfeitores. Uma trupe de bandalhos que metem nojo. Uma tribo de pulhas falhados  que destilam ódio e são capazes de tudo. O chefe da pandilha, um cobardolas, manda os capangas fazer o trabalho sujo e esconde-se como se não tivesse nada a ver com o assunto.
Quando se chega a este ponto, só há uma coisa a dizer. Tenham vergonha e vão p'ró c.....!