terça-feira, 8 de março de 2016

E para terminar o Dia Internacional da Mulher

Fica aqui uma pergunta: sabem que dia se comemora amanhã?
Está bem, é o dia em que nos vamos ver livres do Cavaco, haverá muita gente a celebrar, mas não é a esse que me refiro agora.
Amanhã é um dia muito especial que ( por enquanto) apenas se comemora em algumas cidades americanas, como Nova Iorque, mas  que de ano para ano vai angariando novos adeptos.
Ainda não chegaram lá?  Então eu dou uma dica. Amanhã assinala-se o Dia de uma personagem universal do sexo feminino. Bem... talvez seja melhor retirar o "sexo feminino" não vá a senhora secretária de estado para a Igualdade mandar encerrar o CR.
Fica então assim: amanhã celebra-se o Dia de uma personagem universal que fez  ( e ainda faz)muita gente feliz. 
Ainda não sabem a quem me refiro? Então amanhã eu revelo.
Tenham uma excelente noite.

Fantasias de uma mulher casada

São mais frequentes do que muita gente pensa, os casos de mães que acusam os pais de abusos sexuais. A maioria dessas acusações são fruto da invenção das mulheres que estão dispostas a tudo para impedir que, após o divórcio, o pai possa continuar a conviver com o filho.
Nos anos 80, eu próprio testemunhei uma dessas acusações entre um casal de quem era padrinho de casamento. Foi um processo duro, em que tive de tomar partido por ele, pois estava seguro da sua inocência. Ela, de quem eu era amigo desde jovem, deixou de me falar depois de o tribunal ter declarado a inocência dele e a ter acusado de acusações falsas.
A família dela, nomeadamente pais e irmãos, que sempre visitava quando vinha a Portugal, passaram a evitar-me.
Hoje, com quase 30 anos, a filha vive nos EUA, tem sucesso na vida e continua a ser próxima de ambos os pais, mas não esconde a  amargura que sente por causa das acusações da mãe.
" Fui eu quem mais sofreu com isto tudo e não percebo como as relações entre casais se podem deteriorar a este ponto, mas os meus pais são tão diferentes um do outro, que mais difícil ainda é tentar perceber  como é que um dia pensaram que poderiam ser felizes."

Lição de culinária



Agora, que o Mc Donalds vai acabar com a discriminação nas refeições infantis, para não indignar a  senhora secretária de estado, é chegada a hora de os adultos darem o exemplo e passarem a comer pratos cujos nomes não sejam sexistas.
Rejeitemos o Bacalhau à Brás ou à Rosa do Adro, exemplos típicos da culinária sexista e comamos todos Bacalhau à Zé do Pipo, um exemplo de culinária não discriminatória.
Agora a sério... a senhora secretária de estado para a Igualdade não tem mais nada que fazer?

Para começar bem o DIA DA MULHER

Sugiro a todas as mulheres, amantíssimas  esposas e  dedicadas donas de casa que revisitem este Guia da Boa Esposa,  muito bem ilustrado, que dá conselhos preciosíssimos para as mulheres serem amadas e respeitadas pelos maridos.
Tenham um excelente Dia Internacional da Mulher, seja lá o que isso for.