quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O primeiro ministro com orelhas de burro




Os resultados do PISA 2015 revelaram progressos  assinaláveis  na literacia em Portugal nos últimos 15 anos. Tanto bastou para que Passos Coelho reagisse  com a ignorância habitual:
"A únia coisa que me preocupa é que uma parte das políticas que permitiram estes resultados estejam a ser desfeitas ou revertidas".
Que o egocentrismo de Passos Coelho não lhe permite ver o país para além do período em que foi pm, já todos sabemos.  Que não sabe interpretar estudos já desconfiávamos e o PISA apenas confirma.
Eu diria que, apesar da política desastrosa de Nuno Crato, foi possível melhorar os resultados. Que apesar de ter acabado com programas como o "Novas Oportunidades", o nível de literacia continuou a melhorar durante o seu governo, na senda do que acontece desde 2000. E, para não me alongar mais, diria ainda que apesar de ter tentado destruir o ensino público, o PISA conclui que Portugal é dos países onde mais alunos pobres conseguem bons resultados.
Passos Coelho e os trambolhos seus seguidores não perceberam que isso só   foi possível, graças à dedicação de muitos professores  que  trabalham na escola pública que ele quis destruir, encerrando escolas e despedindo ou "convidando" os professores a  emigrar.
Como é próprio dos ignorantes e dos egocêntricos, Pedro Passos Coelho  está genuinamente convencido de que os méritos da melhoria da literacia nos últimos 15 anos  se deve ao seu governo e à aposta no ensino privado, em detrimento da escola pública. Mas se ontinua a acreditar nisso, depois de ler os resultados do PISA, então é porque é mesmo burro. Ora, quanto a isso, não há nada a fazer. A não ser, talvez, oferecer-lhe umas orelhas apropriadas e lembrar que já tínhamos um príncipe com orelhas de burro pelo que, em nome da igualdade, já era altura de termos um plebeu com igual distinção.

7 comentários:

  1. São umas orelhas muito belas para
    um burro estúpido e destruidor...
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  2. Orelhas de burro é pouco!!! Ri à gargalhada com as suas (tristes) declarações... um parvalhão!!!

    ResponderEliminar
  3. vá dizer isso ao "jornalista" que NÃO assina no JN o "sobe e desce". O homem desfaz-se em elogios ao Crato

    ResponderEliminar
  4. Caro Carlosamigo

    É pouco, é muito pouco, porque o senhor gajo é um BURRO INTEIRO. Só um BURRO como ele podia ter o desplante de levar um Crato para ministro da Educação. Ainda se fosse um rato...

    Abç do Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  5. O que me admira é haver gente que ainda lhe põe microfones à frente.

    ResponderEliminar
  6. Ainda não tinha lido este post quando comentei o outro.
    Ver os resultados do PISA, e ver que a Europa está a ficar cada vez mais para trás em relação à Ásia e à América enfurece.
    Acordem!!!

    ResponderEliminar