quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

E os vencedores do Escorpião de Ouro são...

Como prometido, aqui estou  a anunciar os vencedores dos Prémios Escorpião de Ouro que, depois do interregno provocado pela crise, regressam este ano.
Hoje divulgo os vencedores nacionais (o Prémio Carreira só será divulgado à noite)
Na próxima quinta feira, terei o prazer de  vos desvendar os vencedores dos prémios internacionais.




Premio Start up-  Para Cavaco Silva, o facilitador de negócios que conseguiu  andar disfarçado de PR durante 10 anos

Prémio Sensodyne- Para Marcelo Rebelo de Sousa,  pelas suas selfies

Prémio Professor Pardal - ex-aequo para António Costa, Jerónimo de Sousa e Catarina Martins, que conseguiram construir uma inédita geringonça. E funciona!

Prémio Speedy Gonzalez - para Sampaio da Nóvoa, pela velocidade meteórica com que passou pela política.

Prémio Eu é que sou o Presidente da Junta- para Adolfo Mesquita Nunes que, com ar professoral, deu a cara pelo CDS para garantir que os temas escolhidos por António Costa na sua comunicação de Natal, confirmavam as políticas de sucesso do anterior governo.


Prémio a Europa connosco- para Fernando Santos, que conduziu a selecção portuguesa à vitória no Euro 2016

Prémio Second Life – Para  Sandra Felgueiras  que considerou  Pedro Dias, o homicida de Aguiar da Beira, uma pessoa cativante, quase encantadora

.
Prémio Sempre em pé – Para Tiago Brandão Rodrigues que, apesar de ter sido torpedeado e vítima de uma tentativa de assassinato político por parte dos lobbies das escolas privadas, se mantém firme na liderança dos destinos da educação.


Prémio Desampara-me a loja- Para Assunção Cristas que nem sequer quer ouvir dizer que o PSD a vai apoiar em Lisboa


Prémio Bobo do ano - ex aequo para José Gomes Ferreira, Camilo Lourenço e António Costa ( o jornalista que na véspera do estoiro do BES continuava a dizer que era um banco seguríssimo) pelas suas profecias em relação ao colapso do país, acompanhadas de advertências sobre o brutal aumento de impostos






Prémio  O quarto segredo de Fátima - para o cartaz do BE “ Jesus também tinha 2 pais”



Prémio Alzheimer-  para Marilu  e Assunção Cristas, que atravessam um período de perda de memória preocupante, como se constata nestas situações


Prémio Marretas- Para a dupla Cavaco/Passos. Já passou mais de um ano, mas eles continuam a acreditar que ganharam as eleições 


Prémio Complexo de Édipo - para o Expresso, pelo desaparecimento  das notícias sobre os Panama Papers


Prémio Novas Oportunidades- ex aequo para os assessores que foram demitidos por terem falseado as habilitações   no curricula


 Prémio E agora que é que eu faço?- Para Pedro Passos Coelho por ter recebido uma tampa de Santana Lopes


Prémio Agarrem-me senão – Para  João Soares que prometeu duas bofetadas a Vasco Pulido Valente e   Augusto Seabra, mas ficou pelas ameaças


Prémio As 50 sombras de Grey– Para José António Saraiva pelo livro em que relata conversas privadas de teor sexual, com figuras públicas

Prémio  Janela Indiscreta - Para a juíza Capitolina, que considerou normal e legítimo escrever um livro  que devassa da vida sexual de figuras públicas a partir de conversas privadas


Dr Jekill  e Mr Hyde – Para Catarina Martins e Jerónimo de Sousa, pelas posições contraditórias que por vezes tomam em relação à geringonça


Prémio Multiopticas – Para o autor da Lei que pretende aplicar o IMI em função das vistas da casa


 Prémio Sonotone- Para o Diabo, que Passos Coelho anda a chamar desde Julho, mas não vem porque está surdo


Prémio Listerine- Para o taxista que disse que as leis são como as virgens. Nasceram para ser violadas


Prémio Loja dos 300- para as 26 estrelas Michelin atribuídas a Portugal


Prémio Pursenid ( E faz o sr dr juiz muito bem) - para Carlos Alexandre pela frase “ sou o saloio de Mação, com créditos hipotecários, que tem de trabalhar para os pagar"


Prémio Prescanova- para o grupo parlamentar do PSD pela peixeirada que fez depois de um sec de estado ter alvitrado que um deputado laranja  sofria de disfunção cognitiva temporária


Prémio Quando o telefone toca – para Durão Barroso, convidado para trabalhar na Goldman Sachs


Prémio Estradas de Portugal- Para Marcelo Rebelo de Sousa, por razões óbvias


Prémio Renova- Para o Correio da Manhã. Por razões ainda mais óbvias


Premio Leite de Colónia – para Jerónimo de Sousa pelo seu comentário sobre Marisa Matias

Prémio La Vache qui rit-  Para Fausto Coutinho, o assessor da ministra do Mar que, a propósito das suas habilitações literárias  escreveu no curriculum publicado em DR, " matriculou-se na Universidade Lusófona de Lisboa que, devido à sua intensa actividade profissional  não chegou a frequentar"


Prémio Ó Abreu, dá cá o meu!– para os lesados do BES

Prémio Santa Casa /Euromilhões/ Vai ao Totta- para as  escolas privadas que se manifestaram nas ruas para exigir ao governo que obrigue os contribuintes a pagar os estudos de gente que não quer frequentar a escola pública.

Prémio Garganta Funda-  Para Cristiano Ronaldo que num jogo do Euro 2016, na altura da marcação das grandes penalidades, disse para João Moutinho:
"Anda lá bater, tu bates bem. Se falhares, que se f..."


Prémio restaurador Olex- Para José Mourinho que continua a tentar recuperar a fama de Special One, apesar de estar careca de saber que isso não será fácil


Prémio Turismo de Portugal- Para Pedro Dias que andou 35 dias fugido, acabando por  promover a divulgação turística de uma zona do país  pouco conhecida dos portugueses



Prémio Preservativos Control –  Para a Juventude Centrista, que pretende que a abstinência sexual seja ensinada nas escolas


Prémio Luís de Matos- Para Maria de Belém que, depois das eleições presidenciais, desapareceu da cena política

Prémio "desculpem mas já não sei o que digo" para Marilú  pelas razões aqui explicadas:







Prémio Revelação- Para os Pokemon, as estrelas do Verão tuga


Prémio Velho do Restelo- Para Teodora Cardoso, presidente do Conselho de Finanças Públicas que passou o ano inteiro a dizer que o governo ia falhar todas as metas

Prémio Maria Vai com as outras – para as redes sociais


Prémio Último Tango em Paris - Para Carlos Moedas, membro do anterior governo que disse que a geringonça tinha posto pela primeira vez o país no caminho certo. Ao ouvir as declarações do "seu" comissário, PPC ter-se-á sentido como Maria Schneider...


Prémio Daqui não saio- para Carlos Costa que continua à frente do BP, apesar das inúmeras asneiras que tem feito e custaram muitos milhões aos contribuintes.

Premio  Há petróleo no Beato – para os membros do governo que aceitaram ir ver jogos do Europeu a convite da GALP.


Prémio Servilusa – para as carpideiras laranja que lamentam a perda dos jobs, enquanto o chefe foi pm.

9 comentários:

  1. Prémio O melhor é ir-me embora: para mim que não páro de rir :)))

    Bem esgalhado, Carlos!

    ResponderEliminar
  2. Peço desculpa mas ...
    Acho pouco apropriado o prémio RENOVA (papel de categoria) para aquele esgoto!...
    Mais dentro dessa classe seria um qualquer reciclado especial, ou seja mesmo um higiénico depois de utilizado...

    ResponderEliminar
  3. De mais!!!! Só o que eu me fartei de rir!! É precisa muita imaginação!!! Parabéns!

    ResponderEliminar
  4. Soberbo, no geral!
    Destaco o Prémio Último Tango em Paris!
    :)

    ResponderEliminar
  5. Para lá da excelência das escolhas, que admiro, imagino a trabalheira. Parabéns, Carlos.

    ResponderEliminar
  6. Que grande imaginação. Adorei o prémio Bobos da Corte.

    ResponderEliminar
  7. E o Premio excelência vai para... Carlos Barbosa de Oliveira, por este notável post.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Ena, tanto prémio!!
    E parece-me que todos bem atribuidos eheh!

    Bom novo ano!

    ResponderEliminar