quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Caderneta de cromos (53)



Esta mulher anda há imenso tempo a tentar entrar para esta categorizada caderneta de cromos. Tenho resistido, porque a mulher não tem nível para fazer parte deste grupo selecto e fica melhor na colecção dos Caramelos Vaquinha,  mas ontem fui obrigado a reconhecer o seu esforço. Não é todos os dias que o Tribunal de Contas acusa um ministro das finanças de ser responsável pelo desvario da Caixa Geral de depósitos, por ter assinado de cruz. Além disso, se ela sabe assinar, não é a analfabeta que sempre presumi fosse.
Assim sendo, e atestado que está pelo Tribunal de Contas que Marilú sabe escrever, declaro que a inscrevo nesta prestigiada caderneta, com o número 53.

4 comentários:

  1. Hummm... mesmo sabendo escrever, não sei se ela merece esta "honra". Mas pronto, sejamos benevolentes, que a época é propícia... :)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Será que cabe na moldura?
    Mas tem a ficha muito bem feita.

    ResponderEliminar
  3. E é uma das mais fortes candidatas à sucessão no PSD.
    Acho que o PSD anda a fazer oposição a si mesmo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito, o tempo dela já passou, a estrela extinguiu-se. Se o governo pafioso tivesse continuado ela tinha tido muitas hipóteses em suceder a Passos, agora não.

      Eliminar