segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

As máquinas não vão com a minha cara

Estou cansado dos pequenos negócios familiares da restauração onde trabalha o casal, (mais o primo que deixou a terra em busca de um emprego, ou o  sobrinho que veio estudar para  Lisboa e paga o alojamento com trabalho).
Não acrescentam nada à economia, não contribuem para a redução do emprego e muitas vezes fazem mal à saúde porque para servir refeições a 4 e 5 € utilizam produtos de má qualidade. Se a legislação fosse rigorosamente cumprida, metade destes restaurantes já teria sido encerrado pela ASAE. Mas o pior mesmo, é que sempre que peço uma factura com nº do contribuinte nestes restaurantes, a máquina encrava. Não devem ir com a minha cara, é o que é...

3 comentários:

  1. Enfim... é o país que temos!

    Boa semana, amigo

    ResponderEliminar
  2. Pelo menos retiram do desemprego, as muitas dezenas de milhares que lá trabalham o que já não é coisa pequena. Gostava de saber quais frequenta que também passo por vários para tomar café e nunca dei pelos géneros estragados.

    ResponderEliminar
  3. É muito raro fazer refeições fora de casa.
    Porque é um risco para a saúde.
    Aí, aqui, em qualquer parte.

    ResponderEliminar