terça-feira, 29 de novembro de 2016

Tesourinhos

Foi hoje aprovado  na AR o OE para 2017.
Parece-me oportuno recordar que o primeiro Orçamento Geral do Estado remonta ao ano de 1881 mas, já desde 1821 que é possível encontrar propostas de contas públicas apresentadas pelo governo às Cortes.
Num livro editado pela AR em 2006 ( Os Orçamentos no Parlamento Português) é possível encontrar documentos muito interessantes do tempo da Monarquia Constitucional.
Da Biblioteca Digital do Ministério das Finanças, no site da Direcção Geral do Orçamento respiguei  este precioso documento de 1836, onde é possível constatar que muitos dos argumentos que hoje irão ser esgrimidos na AR, por governo e oposição, são  exactamente iguais aos que se discutiam  há 180 anos.
Ora atentem apenas nestes extractos:





5 comentários:

  1. Pois... e, já agora, a que Acordo Ortográfico obedece a escrita? E ninguém se importa já com as alterações ortográfica acordadas depois disso...

    ResponderEliminar
  2. Será caso para dizer:'Tesourinhos Deprimentes', Carlos?!

    ResponderEliminar
  3. Pelo que leio é o orçamento possível.

    Carlos, já lhe enviei um milhão e meio de mensagens com as fotos. Desisto. Primeiro, pensei que era do telemovel, depois, no computador, voltou a dar "falhanço". Publiquei as fotos no meu blogue (http://videiradacosta.tumblr.com/), pode ir lá vê-las e republicá-las, se quiser.
    Abraço.
    Paulo Costa
    Paulo Costa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Paulo. Recebi ontem e respondi-lhe a agradecer. Não recebeu? Até lhe enviei um link para um outro post sobre alimentação, Há qualquer coisa que deve estar a falhar...
      Abraço

      Eliminar