segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Eu tinha avisado...

...que a descida do IVA na restauração não era uma boa ideia
A criação de emprego seria residual, a melhoria do serviço inexistente e a fuga ao fisco continuaria.
Na semana passada, os sindicatos denunciaram  a existência de 90 mil pessoas a trabalhar sem recibo em cafés e restaurantes.
Haverá, sem dúvida, algumas famílias a viver melhor, porque arranjaram emprego mas, como aconteceu no passado, a descida do IVA não acabou com o trabalho "clandestino", nem com trabalhadores a serem explorados pelos patrões.
Há que reconhecer, porém, que em muitos casos são os próprios trabalhadores a preferir  trabalhar clandestinamente, recebendo salários abaixo da tabela  sem fazer descontos, porque estão a receber subsídio de desemprego e assim acumulam dois rendimentos.
Os problemas virão mais tarde, com um chorrilho de lamentações, pelas pensões de miséria.

3 comentários:

  1. E em muitos casos, se não pedir-mos, não há factura para ninguém. Um papelito manuscrito e chega!
    Eu ainda não percebi se os comerciantes podem eliminar as facturas sem nº cont. ou se a partir do momento que fazem o registo na máquina deixam de ter hipótese de fugir ao iva. É que chateia-me estar nas filas de supermercado e ter que dizer constantemente em voz alta o nºcont.!

    ResponderEliminar
  2. Também acho que não foi boa ideia. Não meteram mais empregados, nem desceram os preços dos pratos.

    ResponderEliminar
  3. Resumindo e concluindo - um problema adiado.

    ResponderEliminar