segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Caderneta de cromos (52)

António Domingues demitiu-se ontem. Pode ter todas as razões do mundo para o fazer, não tinha era o direito de andar a engonhar durante tanto tempo. A CGD é uma peça fundamental do  nosso sector financeiro e António Domingues andou a gozar com milhões de portugueses.
Um tipo que se recusa a mostrar os rendimentos e quer um estatuto especial não serve para dirigir um banco público. Quem tem alguma coisa a esconder não pode desempenhar cargos públicos por isso, recomendariam os padrões da honestidade,  que nunca tivesse respondido afirmativamente ao convite que lhe foi endereçado.

6 comentários:

  1. Há coisas incompreensíveis para um pobre. O que eu entendo é que Antônio Domingues é um icebergue: o que mostra é muito pouco. Falou quase nada - os grandes negócios fazem-se com gente sisuda - e tem a cara com barba rala.
    Abaixo da linha o que haverá?
    O António à brocha pelo António.
    Não havia necessidade desta trapalhada. Somos um país-anedota.

    ResponderEliminar
  2. Quem não deve não teme.
    Domingues temeu, logo ...

    ResponderEliminar
  3. O Bloco da Esquerda passou uma boa rasteira ao PS, de resto, estou absolutamente de acordo com o Carlos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ema, O BE é livre de fazer o que quer. Foi o pp. Governo que se pôs de parte ao retirar-lhe o apoio publicamente. mas também não percebo o seu asco ao PS, quando nem nunca deve ter visto os seus estatutos e defende um aborto que tem estragado a Europa em proveito pp. Seja mais solidária. não fale mal só por falar. Eu sei que é só para provocar, mas às vezes parece maniqueísmo, uma coisa que eu não gosto de ver numa pessoa que parece ser inteligente e também já mostrou sensibilidade. Não seja tão fria como os alemães.

      Eliminar
  4. Não sei o que se passou por isso não posso criticar. Sei que a oposição e os media pegaram nisso, porque dava audiência. Eles queriam era protagonismo, e estragar ainda mais a Caixa Que já teve 10 presidentes desde o 25 de Abril, enquanto o PS teve três. o senhor deve ter aceitado com certas condições porque ele agora ia-se reformar com uma reforma dourada. foi um favor que ele nos fez. Como disse a outra, eu se me saísse o totoloto, não diria a ninguém pois nunca mais teria sossego. Os pasquins queriam era chafurdar para entreter os seus suínos leitores. os advogados para ganharem dinheiro em pareceres é que baralharam tudo. lembrei-me da vírgula que penso que foi no tempo do saudoso Almeida Santos. Ele não precisa de favores dos políticos para ganhar a vida. Aguentou até de mais e ainda vai aguentar a Dezembro. não nos fiquemos apenas na espuma das coisas ou na letra de certa lei, que tem sempre diversas interpretações.

    ResponderEliminar
  5. Uma novela de muito má qualidade e com um final previsível mas muito tardio.

    ResponderEliminar