domingo, 6 de novembro de 2016

Bibó Porto (74)



É provável que a maioria dos leitores, ao ver esta foto identifique o local onde foi tirada, mas não saiba quem é o homem que aqui está. Passo, por isso, às apresentações
Este SENHOR é jornalista, chama-se Germano Silva e está aqui porque é uma das pessoas mais apaixonadas pelo Porto que alguma vez conheci. 
Só que o Germano não é apenas um apaixonado pela cidade. É também um conhecedor profundo da sua história e de cada uma das suas pedras. Tive a felicidade de conhecer o Germano há muitos anos, ainda ele era um jovem, mas já nessa altura aprendi muito com ele, Foi por causa dele que decidi iniciar esta rubrica, interrompida em Junho, mas que hoje regressa com a evocação de uma figura incontornável da cidade. 
Atrevo-me a dizer que quem não conhece o Germano, nunca leu as suas crónicas,  ou os seus livros, não conhece o Porto, mesmo que viva na cidade. 
Foi por isso, da mais elementar justiça, o título de Doutor Honoris Causa que lhe foi atribuído, na passada quinta feira, pela Universidade do Porto. 
Ele não precisava do título para ser considerado um dos mais importantes historiadores da cidade, mas a distinção fica-lhe tão bem!
Diz quem lá esteve que o Germano estava feliz, Como sempre está quando fala do Porto. E eu, que gostava de ter estado presente para lhe dar um abraço, também partilho um poucochinho da sua felicidade.
Obrigado, Germano!

12 comentários:

  1. Muito obrigada pela divulgação deste importante acontecimento, que estive a ver em vídeo, Carlos. Foi comovente ouvir o laureado dizer, humildemente,: "Mas eu não tenho nenhum grau académico".
    Segundo li, tão pouco o tinham Eugénio de Andrade e Agustina Bessa-Luís e foram igualmente distinguidos com o mesmo título pela UP.
    De facto, não conhecia o jornalista, mas irei pesquisar e saber mais deste SENHOR!
    Uma vez mais: Grata pela informação, Carlos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saramago
      também não tinha "canudo"
      carago!

      Eliminar
    2. Há poucas dezenas de anos quase nenhum jornalista tinha canudo. A maioria tinha passado pela faculdade de Direito, mas nunca acabaram o curso. outros apenas têm/tinham o secundário e são uns grandes senhores da comunicação, (estou a lembrar-me de um que tem feito dos melhores programas dos nossos media), outros nem isso, mas isso não os impediu de mandarem e despedirem amigos que não tinham as mesmas ideias que eles. Como o Carlos diz ao verdadeiro jornalista cabe o dever de informar e não comentar ou deturpar a notícia.

      Eliminar
  2. Li algo, penso que na Visão, mas não conheço o senhor.

    Tenha uma boa semana Carlos.

    um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Também me vou informar pois não o conheço.
    DE qualquer modo merece os parabéns.
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Talvez um dia edite meus diálogos com gente interessante do Porto...
    Podia abrir com um diálogo meu com José Maria Calem... aí por 1998, mais coisa, menos coisa... pode ser?
    Promete que vai ler?

    ResponderEliminar
  5. Este não dos que frequentaram, Carlos :)))
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é dos que frequentaram (e meteram no curriculo) era essa a ideia.

      Eliminar
  6. Parabéns ao senhor. Quem merece tem.

    ResponderEliminar
  7. Conheço bem este Grande Homem e a Ele devo em boa parte o meu gosto pela Cidade do Porto !
    Um Homem com apenas a 4ª classe da instrução primária que mereceu muito justamente esta distinção que agora lhe foi conferida !
    Um "sábio" da Cidade do Porto ! O Homem que mais sabe sobre ela !!! ... Já li vários dos seus livros !

    Abraço, Carlos. Bom e justíssimo este post sobre Ele !

    ResponderEliminar
  8. Não conheço, mas vou seguir aquele link da Biografia.
    Boa semana

    ResponderEliminar