terça-feira, 4 de outubro de 2016

O doce sabor da derrota

Faz hoje um ano que o PS sofreu uma saborosa derrota nas eleições legislativas. Se o PS tivesse ganho,provavelmente já Passos Coelho estava a trabalhar no sector privado numa das empresas amigas. Ter-nos íamos visto livre do estafermo, mas hoje não haveria geringonça e, muito provavelmente, estaríamos todos a desancar num Bloco Central que se teria formado, com o beneplácito de Cavaco.
 A formação da geringonça permitiu aos mais empedernidos perceber a massa de que é feita a alcagoita de Boliqueime e humilhar um colaboracionista do Estado Novo que pensava sair de Belém em ombros.

2 comentários:

  1. Carlos, não faça essas comparações porque eu gosto tanto de alcagoitas(os pinhões ficaram muito caros e eu preciso de gorduras saudáveis). Ainda tenho as cascas das que acabei de comer numa taça aqui na secretária. Ele é apenas um graveto carcomido, que nem dá para queimar na fogueira. Hoje não estaríamos a cascar em ninguém, estávamos a sofrer e muito mais, porque na europa ninguém sabe o que fazer e ainda teremos muito que sofrer. Felizmente o outro imbecil também já mostrou quão inútil é que duvido que alguém lhe dê uma sinecura.

    ResponderEliminar
  2. ...e só por isso já valeu a pena.

    ResponderEliminar