segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Cristas, a pata choca e as licenciaturas

Eu ia escrever um post a condenar a atitude do adjunto e do chefe de gabinete que aldrabaram o seu curriculum, inventando licenciaturas que nunca obtiveram.  Obviamente demitiram-se... ou foram demitidos.
Ia dissertar sobre a falta de ética dos autores das fraudes, ironizar com o facto de o chefe de gabinete, ( que inventou duas licenciaturas) estar a candidatar-se ao Guiness, chamar-lhes aspirantes a Relvas e aconselhar os ministros a serem mais criteriosos na escolha do pessoal de gabinete.
Acontece, porém, que quando ia começar a escrever o post, vejo a notícia de que Cristas pede a demissão do ministro da educação, por ter contratado para o gabinete um fulano que aldrabou as habilitações.
Eu acho que é preciso ter uma lata sem limites e uma falta de vergonha no focinho,para uma ex-ministra que conviveu alegremente no governo com Miguel Relvas, um licenciado de equivalências na Universidade do amiguismo, vir reclamar a demissão do ministro por causa da fraude de um "colaborador".
Cristas baixou ao nível da pata choca. Sem nível.
E foi assim que um post que devia ser uma forte crítica ao governo, se transformou numa crítica a Cristas. A culpa não é minha. É dela. Enquanto não souber fazer oposição a sério, está a afundar o CDS. 
Em tempo:para dizer que a corja de pulhas com carteira de jornalista, que fazem política no Observador e vendem como jornalismo, mentiu ao escrever que Tiago Brandão Rodrigues sabia da licenciatura falsa de Nuno Felix. Essa escumalha tinha apenas, como propósito, provocar a revolta da opinião publica contra o ministro da educação.Vao-se lavar, badalhocos!

3 comentários:

  1. Essa é a questão fulcral - se não sabia, e acredito que não soubesse, demite-se porquê??
    Se sabia já é outra conversa...

    ResponderEliminar
  2. A informação que nos é dada é cheia de mentiras, francamente acho que nem se devia comentar notícia nenhuma!
    Chega de nos andarem a enganar e a manipular.
    Jornalistas mentirosos e manipuladores há-os de todas as cores políticas.
    xx

    ResponderEliminar