terça-feira, 18 de outubro de 2016

Caderneta de Cromos (48)



Quando António Costa anunciou a criação da taxa de 1€ para os turistas que visitem Lisboa, caiu o Carmo e a Trindade.
Pires de Lima, o Platini da Cruz Quebrada, fez um escarcéu na AR, Paulo Portas esganiçou-se a acompanhá-lo no refrão " António Costa que acabar com o turismo" e o  presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras,  considerou a taxa turística   inconcebível e "medieval". 
Ora Carreiras, braço direito de Passos Coelho para a política autárquica, acaba de propor a  criação de uma taxa turística de 1,5€  em Cascais. 
Se Carreiras não fosse um imbecil e um péssimo presidente de câmara, eu até sairia em sua defesa, porque considero descabelados os ataques da hotelaria. Assim, vai para a caderneta.
Quanto aos hoteleiros, deviam preocupar-se mais com a regulação das unidades de alojamento local, do que com uma taxa que nunca impediu o crescimento do turismo em parte nenhuma do mundo. Pelo contrário, contribui para o  preservar.
Em tempo: Defendi a taxa turística em Lisboa e não é pelo facto de um cretino como Carreiras querer aplicar a taxa em Cascais, que mudo de opinião. Quem quiser saber (ou recordar) os meus argumentos, é só clicar aqui

6 comentários:

  1. Eu nem na minha caderneta de cromos o queria.

    ResponderEliminar
  2. Deste trolha não falo mais porque me mete nojo! Ele está a estragar, ainda mais a Câmara e o Concelho.

    ResponderEliminar
  3. Olha para o que eu digo, não olhes para o que faço.
    Não conhece, Carlos??

    ResponderEliminar
  4. Já lá diz o velho ditado amaricano:

    -It's by the mouth that the fish dies!

    E mainada!

    :)

    ResponderEliminar
  5. Também nunca vi problema nenhum com essa taxa, que também se aplica em muitos países europeus... :)

    ResponderEliminar
  6. Vim de Milão há cerca de 1 mês, onde estive em visita de negócios com a minha esposa por 2 noites.
    Ora, tendo ficado num hotel de 3/4 estrelas, paguei de taxa camarária por noite e por pessoa, 4€. Assim, mesmo partilhando o mesmo quarto, a câmara de Milão mamou 16€. Em Lisboa teriamos pago 2€.
    Se tivéssemos ficado num hotel de 5*, teríamos pago 20€.
    Se cá alguém se queixa são os portugueses embora seja para benefício deles. Duvido que algum estrangeiro se queixe desse valor ridículo.

    ResponderEliminar