terça-feira, 13 de setembro de 2016

Those were the days (20)


Faz hoje 25 anos que foi concluída a ligação entre Lisboa e Porto por auto estrada.
Para quem sempre fez a ligação de automóvel entre Porto e Lisboa pela A1 e não sabe o que era  viajar na EN1, esta evocação talvez não tenha qualquer significado.
Mas eu sou do tempo em que uma viagem de Lisboa ao Porto demorava normalmente 5 horas, excepto em datas festivas,férias e fins de semana, quando o tempo necessário para percorrer os poucos mais de 300 quilómetros que ligam as duas cidades oscilava entre as 7 e as 9 horas  
Demorar uma hora para atravressar Leiria e  hora e meia a duas horas, para atravessar Coimbra era vulgaríssimo e, mesmo fora das horas e dias de ponta, quem fizesse o percurso em menos de 4 horas e meia era considerado um louco do volante.
Saúdo por isso efusivamente o dia 13 de setembro de 1991. Não só porque as duas cidades ficaram mais perto, mas também porque a auto estrada obrigou à modernização de transportes ferroviários e aéreos, que se tornaram mais rápidos e mais amigos dos utentes.
Hoje em dia raras vezes vou ao Porto de automóvel ( é mais rápido, mais cómodo e mais barato ir de comboio) mas quando decido conduzir nesse percurso opto normalmente pela A8, com menos trânsito.
A rede de auto estradas tornou o país mais pequeno e aproximou o interior do litoral, facto de grande relevância para quem, como eu, precisou da estrada para trabalhar durante muitos anos, mas a A1 marcou definitivamente uma nova era em Portugal, no concernente ao transporte rodoviário. Merece, por isso, um lugar neste álbum de recordações.

2 comentários:

  1. Carlinhosamigo

    Estou 365,7% de acordo. Também sofri o tormento a A1 e por isso compreendo muito bem o teu texto - em cima do acontecimento...

    Abç do Leãozão

    ResponderEliminar
  2. O betão, tantas vezes criticado, com e sem razão, aproximou várias regiões do país e facilitou a vida a muita gente.

    ResponderEliminar