quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Seus marotos!

Durante as curtas férias mantive-me prudentemente afastado dos noticiários. As poucas vezes que liguei rádio do carro ou televisor dos hotéis foi para saber notícias dos incêndios. 
Quando iniciei o regresso a casa, permiti-me ouvir os noticiários na rádio.
 Durante dois dias andei confuso, pois em quase todos aparecia Pedro Passos Coelho  com uma voz entaramelada e um discurso típico dos maníacodepressivos, a anunciar a desgraça que aí vem e a atacar a Europa ( Eu nem queria acreditar!) por ter considerado Durão Barroso um lobista.
De Costa, ou qualquer membro do governo, não me recordo de ouvir uma única palavra.Cheguei a pensar que afinal a geringonça apenas me tinha aparecido em sonhos e que Passos Coelho continuava a ser primeiro ministro.
Devo dizer-vos umas coisa, camaradas jornalistas. Sois uns marotos! Andaram dois dias a pregar-me partidas. Com tanta eficácia que uma manhã, em Torre de Moncorvo, acabei por dar razão a uma senhora que gritava a plenos pulmões que tinha sido roubada pelo governo. 
Alguém lhe perguntou qual governo D. Maria?  e a anciã respondeu convicta  o do coelho lambidinho, qual havia de ser? 
Mas esse já não é governo, agora está lá o monhé!- insistia uma senhora  com ar de esposa de presidente da câmara ( pelo menos de vereador, vá lá...)
Qual monhé, qual c..... ( com sua licença)  D. Isabel! Eu bem sei que é aquele tinhoso de Vila Real que me roubou a pensão que é primeiro ministro. Ele todos os dias está na telebisão e o monhé só lá de quando em quando. Esse num manda nada, coitado!   

4 comentários:

  1. Kkkk... kkk... kkk...

    Seja bem regressado, CBO!
    Abraço.
    ~~~

    ResponderEliminar
  2. Quem sabe se ela não terá razão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As conversas por vezes até que são verdadeiras!

      Beijinho Carlos

      Eliminar
  3. Espero que nos próximos dias apareça aqui com a sua fina análise do caso da actualidade, o roubo, o esbulho fiscal que o Governo vai praticar sobre a tão sacrificada "classe média", que vai ser alvo do novo imposto sobre o património imobiliário superior a 500.000 Euros.
    Sugiro que entretanto veja o noticiário das 8h desta noite da TVI, onde poderá apreciar os lamentos e a indignação dos representantes dos proprietários e do sr. Saraiva da CIP, falando em nome da "classe média", ao mesmo tempo que, em fundo, apareciam imagens de casas de luxo com piscinas.
    Enfim, espero que não fique tão triste como eu fiquei. É que sempre pensei pertencer à classe média, embora à mais baixinha, mas agora, ao apreciar esta minha casa-gaiola, depois de ter visto esta emissão de tv, concluo que, afinal, talvez pertença mas é à classe baixa, quase a precisar de recorrer ao RSI!

    ResponderEliminar