segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O velho, o rapaz e o burro


Um jornalista (José Gomes Ferreira ) alegadamente especializado em matéria económica, que a um mês da falência do BES garantia ser seguro investir num produto toxico, descobriu que uma familia com património imobiliário de 500 mil euros pertence à classe media;
Um outro jornalista   (Fernando Lima) especializado em vender noticias falsas, braço direito de Cavaco Silva durante 20 anos, lançou um livro patético onde zurze no ex amigo e chefe, sem dó nem piedade, e auto proclama-se o grande obreiro da construção da imagem da mais sinistra figura politica da democracia portuguesa.
Um arquitecto (Saraiva) reciclado em  jornalista, director de um semanário intriguista, um dia garantiu que venceria o prémio Nobel da Literatura. Como ninguém se lembra sequer do titulo do primeiro livro que publicou decidiu jogar outra cartada: lançou um livro onde revela inconfidências de cariz sexual de políticos (alguns deles já falecidos) e convidou, para o apresentar, um ex primeiro ministro que durante quase cinco anos fornicou milhões de portugueses.
Sendo o primeiro jornalista "vendido" à opinião pública como especialista em economia da SIC, canal de televisão do militante número 1 do partido liderado pelo ex Pm que vai apresentar  o livro do Saraiva;
Sendo o segundo jornalista conhecido por fabricar notícias falsas para favorecer uma amiga de Cavaco Silva nas legislativas de 2009;
Sendo o terceiro jornalista um ex director de um semanário do militante nº1, alguém se espanta que o juiz que tem a seu cargo o processo Marquês onde alegadamente estará envolvido José Sócrates, tenha sido entrevistado na mesma semana pelo Expresso e pela SIC ( que estava no aeroporto à espera da chegada de Sócrates na noite em que ele foi preso), órgãos de comunicação social cujo proprietário é o militante nº1 do PSD?

4 comentários:

  1. Tudo isto fede... Tudo isto é um nojo! Mas o povinho parece gostar porque depois votas «neles»... "Mísera sorte! Estranha condição!"

    ResponderEliminar
  2. Estes "comentadeiros" avençados também nos dão bons momentos de gozo (e de revolta!).
    Por exemplo, esta noite, na tal TV do militante n.º 1, Gomes Ferreira e Sousa Tavares, tão desvairados andam com o novo imposto sobre a "classe média" (cruzes canhoto vade retro satanás Costa!...) que acabaram por comparar alhos com bugalhos, situações incomparáveis, ou seja:
    - MST previu que este caso de "assalto fiscal" (a expressão não terá sido esta, mas foi equivalente...) pode ser para este governo o que a prevista medida da TSU foi para o governo anterior.
    Podemos imaginar a manifestação que os Salgados, MSTs e outros que tais vão fazer contra o Governo!
    - O outro, JGF, comparou esta situação com um aumento de impostos levado a efeito por Cavaco Silva em 1993, que contribuiu para perder as eleições de 1995! Imagino, todos os chineses, franceses, Salgados e outros a votarem na oposição nas próximas eleições e o PS a perdê-las por causa deste novo imposto! Costa e Centeno que se cuidem , deixem lá os coitados da "classe média" em paz com os seus milhões, e se precisam de dinheiro vão mas é aos salários dos funcionários públicos e às pensões dos privilegiados da CGA, tal como eles defenderam nos quatro anos de governo pafioso!
    Idiotas!

    ResponderEliminar
  3. Hoje zurzi no livro (???).
    Amanhã será a vez das propostas orçamentais e deste renascimento do slogan os ricos que paguem a crise.

    ResponderEliminar