quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Nós ( eles) os Ricos



Uma vez que ninguém se indignou com o estudo da Fundação Manuel dos Santos, que concluiu terem sido os mais pobres, os mais prejudicados pela austeridade, também não é expectável que vejamos telejornais a abrir com esta notícia da OCDE.
Os jornalistas em Portugal são personagens daquela série "Nós os Ricos".

6 comentários:

  1. O panorama para o próximo ano não é nada animador, Carlos.
    Digam o que disserem, parece-me que a pretexto do aumento das pensões mínimas, vem por aí grande carga fiscal.
    Não se iluda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não somos nós que estamos iludidos. Há muito tempo que o Carlos e eu nos meus comentários, alertamos para a miséria em que o mundo está e sem hipóteses de melhorar, mas que do mal venha o menor e que seja distribuído pelas "aldeias". os porcos de engorda destinam-se à matança.

      Eliminar
  2. Onde é que eu assino o comentário da Janita??
    Aquele abraço, bfds

    ResponderEliminar
  3. Pobre é pobre, é cidadão de segunda.
    E o que é isso, perguntarão os senhores da 'massa'?!

    ResponderEliminar
  4. Desde 2000, com a entrada no euro, todos os anos me têm baixado os meus rendimentos do trabalho, que são tabelados, porque não tenho outros. E, até hoje, ainda não me queixei e não passei fome. os que querem engordar muito é que dão cabo do SNS.

    ResponderEliminar