sexta-feira, 2 de setembro de 2016

May be...



Theresa May, a Thatcher do  século XXI, será moldada com o mesmo ferro da sua antecessora?  May parece tão atarantada,  sem saber o que fazer com o Brexit, que por vezes dá a impressão de ser pechisbeque, mas a verdade é que a primeira ministra britânica tem um grande imbróglio entre  mãos:deixar tudo em lume brando, não accionando o artigo 50 e deixar o Reino Unido com um pé dentro e outro fora da UE? Um risco que certamente não poderá correr porque, a breve prazo, Alemanha, França e até Itália irão obrigar Londres a definir a sua posição, o que não deixaria de fragilizar a primeira ministra britânica.
A segunda hipótese será convocar novo referendo, que anule o resultado do anterior. Risco ainda mais elevado, porque se o Brexit for confirmado terá sido uma perda de tempo e May será acusada de querer manipular os ingleses. Se os ingleses mudarem de opinião, será confrontada com uma violenta campanha dos apoiantes do Brexit, que esgrimirão fortes argumentos contra May ( incluindo entre os conservadores) na próxima campanha eleitoral.
Sabendo-se que entre os membros do governo as opiniões se dividem entre os defensores de um novo referendo e os que exigem que os resultados sejam respeitados, Theresa May irá viver tempos difíceis. Será capaz de sair airosamente de todo este imbróglio, provocado por Cameron? Para isso tem de convencer os membros do seu governo, apoiantes do Brexit, que afinal estavam errados. Será possível que eles mudem de opinião, por força de perceberem as dificuldades que se colocam aos seus ministérios se o Brexit avançar? May be...

3 comentários:

  1. Acho mesmo que vai haver Brexit. E os Britânicos vão finalmente perceber que a ideia de transformarem a UE numa mera zona de comércio livre, à luz dos seus interesses, não tem pernas para andar porque, apesar de tudo, para a maioria dos povos continentais, ela é bem mais do que isso. Portanto, vai acabar por haver um hard-Brexit, que vai implicar provavelmente que o RU no futuro será menos rico e para os Britânicos será mais difícil viver e trabalhar no Continente, mas eles irão sobreviver, no problem... Às vezes 'out really means out...'

    ResponderEliminar
  2. Que grande imbróglio que caiu em cima da May... ou May not, sei lá?!

    ResponderEliminar
  3. Não vai ser fácil, não!

    Bom fim de semana Carlos.

    Beijinho

    ResponderEliminar