quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Cuidado! O whiskey anda marado...

Quando jornalistas, alegadamente licenciados em economia, defendem com profunda convicção que uma família com habitações de valor TRIBUTÁRIO ( não de mercado) superior a 500 mil euros pertence à classe média, começo a desconfiar da sua idoneidade.
Quando esses mesmos jornalistas afirmam sem tibiezas que qualquer família da classe média tem uma casa na cidade e outra na praia, para além de oura herdada dos pais, começo a desconfiar da sua seriedade.
Mas quando esses e outros jornalistas transformam uma frase de uma deputada num encontro partidário, numa medida do governo que pretende taxar o património dos ricos, sem sequer ouvirem a opinião do ministro responsável, então concluo que essa gente perdeu completamente a noção da realidade e vive num mundo só deles, onde constroem  enredos e histórias, que confundem com a realidade.
Partindo do princípio que esses jornalistas não estão todos loucos, nem são desonestos ao ponto de pretenderem intoxicar a opinião pública com notícias falsas, então sou obrigado a concluir que algum agente externo, comum a todos eles, anda a perturbar-lhes o raciocínio. 
A culpa de tanta alucinação só pode ser do whiskey marado que anda por aí à solta na noite. Apesar de a ASAE ter encontrado e apreendido em bares, milhares de litros de whiskey marado, certamente não visitou os bares frequentados por alguns jornalistas.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Terá a ASAE deixado escapar os produtos que se cheiram e causam delírios? Ou as seringas que perfuram a pele e ... isso?
    À gente que faz essas afirmações o wiskey marado já não transtorna tal é o seu estado.

    ResponderEliminar
  3. Esse é o ponto fulcral, Carlos - Mariana Mortágua teve o desplante de, num evento organizado pelo PS, desafiar o mesmo PS a seguir uma medida orçamental do Bloco de Esquerda.
    Não é do Governo, espero que não venha a ser.
    A Mariana Mortágua terá pensado que Portugal atraiu investimento externo no imobiliário, no valor mínimo de 500 mil euros, para agora o vir taxar mudando as regras a meio do jogo???

    ResponderEliminar