segunda-feira, 19 de setembro de 2016

AVISO!

to whom it may concern

Nada tenho contra os gordos, desde que não se sentem ao meu lado nos aviões ou nos transportes públicos.

13 comentários:

  1. Então porquê, Carlos?
    Teve alguma má experiência?
    Eu, que estou a ficar um bocadito anafada, até me senti mal...não havia nexexidade, caramba!! :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto era apenas um auxiliar de memória para um post que há-de ser escrito, Janita
      Com os problemas do blogger, saiu sem autorização :-)

      Eliminar
  2. Então e se o lugar ao seu lado for o único vago?!
    Este post é para ser entendido tal e qual como está escrito.... á letra, ou há outra interpretação que eu não captei?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem uma coisa nem outra, Catarina. A Explicação dei na resposta à Janita.

      Eliminar
  3. Nesse caso deveria poder pagar-se apenas meio bilhete...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o meu post era à volta desse tema e de uma medida que algumas companhias low cost estão a pensar implementar, Graça

      Eliminar
  4. O Ricky Gervais, que até não é propriamente uma elegância, dizia para comprarem dois bilhetes quando fossem ver os shows dele :)))

    ResponderEliminar
  5. Eu já tive uma experiência traumatizante pois sentou-se ao meu lado um obeso de tal modo enorme que a hospedeira nem esperou que eu me queixasse foi buscar-me !!!!Tive a sorte de haver outro lugar, teria sido uma viagem impossível :((

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. : ))
      Numa das viagens a Portugal, de 8 horas, fiquei sentada ao lado de uma senhora (ela no meio, o filho à janela) rechonchudinha com os braços gorduchos. Eu tenho os braços magros, mas mesmo assim lá fomos nós, durante quase toda a viagem (a não ser quando eu me inclinava para o lado direito para evitar o contacto), com o seu braço direito a tocar no meu esquerdo! Ainda por cima era faladora! Simpática, mas muito faladora. Portuguesa com duas vivendas em Cascais, segundo me disse. Ainda me recordo! : )

      Eliminar
    2. Também já me aonteceu uma cena semelhante, Papoila

      Eliminar
    3. Se a senhora tinha duas vivendas em Cascais e era assim goda, Catarina, então deviam ser geminadas para ela poder por uma perna em cada casa :-)

      Eliminar