quarta-feira, 14 de setembro de 2016

A anedota do ano

Tenho uma relação estranha com as anedotas. Rio-me imenso com muitas ( não perco as do Pedro Coimbra às segundas e sextas-feiras), mas tenho dificuldade em fixá-las. Quando  memorizo alguma e a partilho em público, constato que já quase toda a gente a conhecia e fico descoroçoado. 
Creio que o mesmo se passará com esta, de que tomei conhecimento apenas ontem à noite mas, certamente, a maioria dos leitores já conhecerá. Então aqui vai:
Como todos sabem, Dilma Rousseff foi afastada do poder por alegadamente ter praticado crimes fiscais, que ficaram conhecidos como "pedalada". Basicamente, consistiam em não ter pedido autorização ao Congresso para  contrair créditos.
Dois dias depois do "impeachment", os mesmos deputados que votaram o afastamento de Dilma, acusando-a de ter cometido um crime,  aprovaram uma lei que permite ao governo de Temer contrair créditos sem autorização do Congresso. Por outras palavras: o governo de Temer está autorizado pelo Congresso a praticar os mesmos actos que foram considerados crime, quando praticados por Dilma e levaram à sua destituição.
O Brasil tem-nos brindado com uma série notável de grandes humoristas, mas é lamentável que um governo torne o Brasil num  país de anedota!

6 comentários:

  1. Nosso país é lindo,mas esses nossos políticos , não sobra nada de bom. Piada pra alguns,mas creio mais em tragédia pra quem aqui vive!! Um horror! Trocaram 6 por meia dúzia e enquanto esse Temer e sua curriola não sair também ,não podemos esperar NADA de bom! abraços,chica

    ResponderEliminar
  2. Mais valia mesmo os brasileiros terem votado maioritariamente no macaco em vez dos políticos actuais do congresso, pelo menos a macacada seria completa, ou não; esta macacada parece ser mais cómica do que qualquer macaco poderia realizar, para infelicidade dos brasileiros mas para grande alegria dos macacóides que apoiaram a destituição de Dilma.
    Espero que se riam tanto que rebentem de tanto rir.

    ResponderEliminar
  3. Os brasileiros não acham piada a esta anedota, Carlos.


    Também eu me rio com as anedotas do nosso amigo Pedro, quando as compreendo.

    ResponderEliminar
  4. Ah povo, povo. Tanta vez não sabes o que fazes e mordes a própria cauda. Mordes-te todo, feito parvo.

    ResponderEliminar
  5. Desta vez vai ser à quinta porque sexta é feriado.

    O que se está a passar no Brasil entristece, não faz rir, Carlos.

    ResponderEliminar
  6. Que vergonha!! Faz-se de tudo para alcançar o poder...

    ResponderEliminar