segunda-feira, 18 de julho de 2016

Não estraguem mais, porra!




O mundo já está de pantanas e o espírito olímpico é uma farsa, mas não era preciso os comités olímpicos americano e canadiano virem por mais achas na fogueira, reclamando a expulsão da Rússia dos JO do Rio.
Insinuar que todos os atletas russos estão dopados é uma canalhice que apenas esconde o medo que os .americanos têm de enfrentar a Rússia, mesmo dizimada de alguns dos seus melhores atletas.
Sejamos claros... Ben Johnson, canadiano recordista do mundo, admitiu ter-se dopado, mas o Canadá não foi expulso dos jogos. O mesmo já se passou com atletas americanos e os EUA não foram expulsos. A que propósito pedem a expulsão da Rússia.
Espera aí... às tantas os EUA já estão a pensar no Mundial 2018, que muitos países europeus querem boicotar, mas ninguém se chega à frente e parece cada vez mais difícil mudar o país organizador. Por isso, não utilizem o desporto para prosseguir intuitos meramente políticos.
Compreendo que os EUA estejam interessados em levantar suspeitas e criar conflitos. São useiros e vezeiros em lançar a confusão no mundo.
Custa-me, porém, ver o Canadá alinhar ao lado dos americanos. Um país civilizado, exemplo de multiculturalismo e de tolerância, não pode pactuar com as jogadas sujas dos EUA.

5 comentários:

  1. Acabei de ouvir sobre os atletas russos dopados há pouco mais de uns 15 minutos. Se as notícias não são de hoje, ouvi-as apenas hoje. Um problema que parece vir de longe. Não me recordo desde de quando. Não ouvi ou li nada sobre a posição do Canadá (com exceção deste artigo); se assim for, tb concordo com o Carlos, embora talvez os casos americanos e canadianos sejam isolados e os dos russos, não, por nunca terem sido detetados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fica aqui o link para a noticia da Reuters, Catarina
      http://br.reuters.com/article/sportsNews/idBRKCN0ZW0ZH

      Eliminar
  2. O Canadá também já não é o que era, apesar de ser mais civilizado que os EUA. Também já lá tem gente de todas as raças, que lutam entre si. Nem o filho do Trudeau o safa.
    Isto só vem corroborar o que eu afirmei no outro dia. Todos os países da ex-URSS, ganhavam medalhas que se fartavam, porque tinham de se esforçar, aplicar e treinar muito, até mesmo na música, no bailado, na ginástica rítmicas etc. Nesse tempo não havia a loucura do doping como há hoje, mas os América não queria admitir que outros fossem melhores do que eles. Por isso deram asilo a todos que se destacaram. Eu até cheguei a ter pena daquele cabrão que ganhou cinco vezes a volta à França, porque teve um cancro na próstata e agora (há tempos) veio confessar que sempre de dopou. Nos jogos Olímpicos de Inverno na Rússia foi uma vergonha. Quase nem se deram por eles, pois a comunicação social não falou deles. Estão com medo que Putin lhes troque as voltas, mas tem sido a América e a Alemanha, que destabilizou a Ucrânia, impôs sanções e quem sofre é o povo russo. Afinal há tiranos bem mais sacanas, como Erdogan (que cria golpes), que recebe milhares de milhões, para reter lá os sírios, mantê-los em jaulas e depois dar-lhes um passaporte turco para voltarem para a Síria e combater o Regime. O mundo está mesmo louco. Fico-me por aqui. Também estou a precisar dum período de nojo, para me aguentar.
    A Rússia sempre foi especialista em testes e eram agora uns alquimistas aprendizes de feiticeiros, que vieram passado todo este tempo apresentar as suas descobertas. Será que t~em medo que a Rússia leve para lá algum arsenal para proteger os seus atletas? estes JO no Rio ainda vão dar muito que falar e não pelas melhores razões. Tomem nota!

    ResponderEliminar
  3. E lá está a TV tuga com grandes (no tempo) reportagens com o dedo apontado à Rússia e aos não sei quantos dopados.
    Vi há instantes, a TVI24 - peço desculpa por de vez em quando sintonizar lixo - mostrar imagens que me pareceram ter dezenas de anos.

    ResponderEliminar